Dicas Naturais, Remédios Caseiros

Receita Natural

Receita Natural

Plantas e Ervas ajudando em sua Saúde

Pesquisar

Valeriana – Propriedades Medicinais

A Valeriana, também conhecida como erva-dos-gatos, valeriana selvagem – ou, em seu nome científico, Valeriana officinalis – é uma planta medicinal da família das Valerianaceae. Essa planta é famosa por seu uso fitoterápico calmante, auxiliando no combate à insônia e ansiedade. A Valeriana é o medicamento natural mais indicado para casos de ataques de pânico e ansiedade aguda.

A planta Valeriana pode chegar a medir um metro de altura e as flores que produz tem cor rosa. São sua raiz e rizoma que possuem inúmeros benefícios para a saúde humana e são constantemente ingeridas em forma de comprimidos ou chás.

Estima-se que a Valeriana surgiu na Europa e em algumas regiões da Ásia, mas atualmente é produzida em zonas predominantemente úmidas da América do Norte, Colômbia, Chile e Argentina.

O odor e a propriedade calmante e relaxante dessa planta se devem à presença de um óleo essencial, combinado a ácidos orgânicos, como o ácido isovalerato bornilo ou o esterbornil valérico.

Veja aqui os nomes populares pelos quais a Valeriana pode ser conhecida:

  • Erva de amassar
  • Erva dos gatos
  • Erva de são jorge
  • Erva de gato
  • Valeriana menor
  • Valeriana selvagem
  • Valeriana silvestre

Nesse artigo você conhecerá mais sobre a Valeriana, assim como suas propriedades medicinais, benefícios para a saúde e contraindicações ou efeitos colaterais. Boa leitura!

Valeriana – Propriedades Medicinais

Valeriana - Propriedades Medicinais

Valeriana – Propriedades Medicinais

A Valeriana age como um sedativo que relaxa o sistema nervoso e o cérebro. É por isso que é tão indicada para distúrbios do sono e hiperatividade.

Veja aqui a lista completa das propriedades medicinais da Valeriana:

  • Anticonvulsionante
  • Antidepressiva
  • Antiepilética
  • Antiespasmódica
  • Anti-inflamatória
  • Antitumoral
  • Calmante
  • Diurética
  • Estimulante
  • Relaxante
  • Sedativa
  • Sonífera
  • Soporíferas
  • Tônica

Valeriana – Benefícios e Principais indicações

Valeriana - Benefícios e Principais indicações

Valeriana – Benefícios e Principais indicações

A função sedativa, calmante e relaxante da Valeriana faz dessa planta uma opção poderosa de tratamento natural para problemas ou distúrbios associados ao sistema nervoso, como:

  • Distúrbios de sono
  • Hiperatividade
  • Tensão nervosa
  • Estresse
  • Ansiedade
  • Depressão
  • Ataques de pânico
  • Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH)
  • Problemas associados a abstinência de álcool e tabaco

Além dos distúrbios psiquiátricos, a Valeriana também auxilia no tratamento de uma diversidade de condições crônicas de saúde, em especial por sua ação anti-inflamatória:

  • Doença de Crohn (inflamação do estômago)
  • Doença celíaca (intolerância ao glúten)
  • Síndrome da fadiga crônica

Para além dos problemas psiquiátricos e das doenças crônicas, outras características da composição química natural da Valeriana fazem com que essa planta seja uma aliada importante no tratamento de uma gama de outras condições de saúde. Veja aqui a lista de problemas de saúde cujo pacientes podem se beneficiar com o consumo adequado da Valeriana:

  • Ausência de apetite
  • Asma
  • Cansaço intelectual
  • Dores de cabeça e enxaquecas
  • Dores de estômago
  • Cãibras e outras tensões musculares
  • Convulsões
  • Cólicas abdominais
  • Crises epiléticas
  • Celulite
  • Dores advindas de cólicas menstruais
  • Gripe
  • Sintomas da menopausa
  • Neurastenia

Valeriana: Como consumir adequadamente?

Valeriana: Como consumir adequadamente?

Valeriana: Como consumir adequadamente?

As formas mais comuns de ingestão da Valeriana são através de comprimidos ou chás. Entretanto, o extrato e o óleo essencial da planta são outras das maneiras de utilizá-la em tratamentos.

A dose de Valeriana – seja pela ingestão do chá, comprimido, tintura ou óleo essencial – necessária para o tratamento depende de cada paciente, o que torna fundamental o auxílio e acompanhamento com um profissional da área da saúde.

O Chá de Valeriana pode ser feito ao ferver 10g da raiz da planta com cerca de 500 ml de água. Depois, é só coar e o chá está pronto para consumo. Já os comprimidos, suplementos e óleos retirados da planta podem ser encontrados facilmente em lojas de produtos naturais especializadas.

Valeriana – Efeitos colaterais

A Valeriana pode causar um super efeito sedativo em algumas pessoas e um extremo efeito estimulante em outras. O consumo de dosagens altas demais pode provocar:

  • Náuseas
  • Tonturas
  • Vômitos
  • Fadiga
  • Indisposição gastrointestinal
  • Vertingens
  • Alterações sensoriais
  • Delírio
  • Reações alérgicas
  • Parada respiratória

O consumo por períodos prolongados pode levar a pessoa a um estado emocional instável, que costuma ser denominado como valerianismo. Por esse motivo, é altamente importante que sejam feitos intervalos de tempo ao longo do consumo da Valeriana.

A ingestão do chá, comprimido ou tintura misturada ao álcool pode provocar um efeito sedativo intensificado. Por isso, não é recomendado o uso de outros medicamentos sedativos ou plantas como a sálvia e o lúpulo durante o tratamento com Valeriana.

Valeriana – Contraindicações

A Valeriana é uma planta contraindicada nos seguintes casos:

  • Gestantes
  • Lactantes
  • Crianças com três anos ou menos
  • Pacientes que sofram de alergias respiratórias

Vale lembrar que o mais indicado é a realização periódica de acompanhamento médico para que as doses ingeridas sejam as ideais e o tratamento com a planta seja o mais eficaz possível para o seu caso e leve em consideração o progresso do seu quadro.

O que achou desse conteúdo? Já conhecia a Valeriana? Deixe um comentário e compartilhe essa dica com seus amigos e familiares.

Mais Receitas e Dicas Naturais

Receitas e Naturais em seu email