Dicas Naturais, Remédios Caseiros

Receita Natural

Receita Natural

Plantas e Ervas ajudando em sua Saúde

Pesquisar

Sene – Propriedades Medicinais e Benefícios

A Senna alexandrina, que também é chamada popularmente de Sene, é um planta comumente ornamental do gênero Senna. Entretanto, ela também é utilizada para fins medicinais. Cresce nativamente na Índia e na Somália, onde é cultivada comercialmente, mas hoje em dia já está difundida em diversos locais. A Senna alexandrina é um arbusto de que raramente chega a dois metros de altura.

A Sene é popular no tratamento de problemas gastrointestinais, pois possui propriedades laxativas, purgativas, depurativas e vermífugas. Esta planta também é utilizada para emagrecimentos, pois inibe a absorção de água e de gordura pelo intestino. Porém, esta última propriedade pode mesmo ser perigosa, pois o uso prolongado de Sene pode prejudicar a flora intestinal.

Benefícios da Sene

A Sene também pode ser chamada de Cássia, Cene, Fedegoso do Rio de Janeiro, Mamangá, Sena, Senna e Senne. A Senna alexandrina é uma denominação que engloba dois tipos diferentes de espécies, a Cassia Senna e a Cassia angustifolia. Esta planta tem ramos longos, que possuem quatro ou cinco pares de folhas. As flores crescem internamente, em cachos, sendo grandes e coloridas de amarelo.

Esta planta possui diversas propriedades, e quase todas elas estão relacionadas ao intestino. Ela é carminativa, laxante, purgativa e vermífuga. É muito indicada para casos de cólicas biliares, constipação intestinal, flatulência, gases e febre. A Sene deixa as fezes mais líquidas, pois estimula a evacuação. Isso é benéfico para quem enfrenta problemas de prisão de ventre, hemorroidas ou fissuras anais. Esta propriedade também é benéfica para pessoas que precisam de realizar uma limpeza intestinal, seja por intoxicação ou algo semelhante.

Medicamentos como o Senolax possuem Sene em sua composição, pois a planta pode até mesmo representar um meio de cura para pessoas que sofrem de constipação aguda ou crônica. Ela também pode ser utilizada combinada com ervas catárticas, exercícios físicos e uma dieta específica para o tratamento destas doenças.

Segundo um artigo produzido pela UEPG, que você pode acessar clicando aqui, “Os senosídos irritam a mucosa do intestino grosso provocando fortes contracepções musculares e dando origem a movimentos intestinais cerca de 6 horas após a ingestão da dose. Impede também a absorção de água cloro e sódio, também aumentando a secreção de potássio, impedindo assim a absorção dos líquidos contidos no intestino grosso contribuindo, assim, para manter as fezes moles. O Sene é especialmente adequado quando se necessita que as fezes sejam moles (para casos de fissura anal ou de hemorroidal). O Sene é um bom laxante, em curto prazo.”

Além das propriedades mais comuns do Sene, ele também é explorado em alguns fármacos para o tratamento de hipertensão, altos níveis de colesterol, obstipação, doenças da pele e dos olhos.

Segundo a Infinity Pharma, o extrato de Sene seco deve ser utilizado de 100 a 300mg/dia, preferencialmente à noite. Assim ele é muito bem aproveitado em constipações e prisão de ventre. Sua ação se manifesta entre 8 e 10 horas depois de sua ingestão por meio da infusão.

Hoje em dia o Sene também pode ser ministrado na forma de cápsulas gelatinosas, que possuem um odor marcante. Deve-se tomar 2 cápsulas ao dia, preferencialmente à noite. O medicamento não deve ser mastigado, e para idosos, eles devem ingerir apenas 1 cápsula.

Cuidados com o uso

Porém, como mencionado acima, o Sene deve ser usado com cuidado. Isso porque suas propriedades são fortes e podem prejudicar pessoas com distúrbios intestinais, como obstrução e estenose intestinal, atonia, doenças inflamatórias intestinais, doença de Crohn, colite ulcerativa, colopatias inflamatórias, dentre outras.

Além disso, pessoas com dores abdominais, desidratação severa, apendicite, inflamações uterinas, mulheres em período de menstruação, cistite, insuficiência hepática, renal ou cardíaca devem evitar o uso de Sene.

Em Portugal foi documentado um caso em que uma mulher de 31 anos recorreu aos médicos depois de dois anos de episódios de gastroenterite, diarreia aquosa, anorexia, vômitos e dores abdominais. Depois foi-se explicado que ela estava utilizando Sene há 10 anos, 1 colher de chá por dia.

Um estudo realizado pelo Instituto Politécnico de Bragança revelou que “O consumo de sene observou-se em 142 (41,8%) dos inquiridos consomem. Na mesma tabela verifica-se que dos 142 inquiridos que recorrem ao uso de sene, 60 (17,6%) consomem sene diariamente, 29 (8,5%) consomem em média 1 vez por mês, 25 (7,4%) 1 a 3 vezes por semana e 14 (4,1%) 4 a 6 vezes por semana.” Vê-se que este uso está errado, e pode causar graves consequências.

Ou seja, não utilize doses maiores que as indicadas ou por muitos dias seguidos. O Sene pode levar a cólicas fortíssimas, diarreias e vômitos e  nefrite aguda.

Receitas e benefícios relacionados

Receitas e Naturais em seu email