Dicas Naturais, Remédios Caseiros

Receita Natural

Receita Natural

Plantas e Ervas ajudando em sua Saúde

Pesquisar

Chapéu de Couro – Propriedades Medicinais

A “chapéu-de-couro” (Echinodorus macrophyllum) é uma erva da família das alismatáceas, nativa do Brasil, especialmente dos estados de Minas Gerais, e de São Paulo ao Rio Grande do Sul. Tal erva aparece em locais pantanosos, possuindo folhas coriáceas, flores dispostas em racemos e aquênios com uma semente. É ornamental e apropriada para aquários, tendo ainda uso medicinal e a infusão das folhas fornece chá laxativo. Também é conhecida pelos nomes de chá-da-campanha, erva-do-brejo e erva-do-pântano. A planta produz um rizoma, da qual se extrai uma massa. Dessa massa pode ser feito um doce, como se fosse abóbora. Este doce é muito bom como depurativo do sangue.

É a planta utilizada na produção do refrigerante Mineirinho e Mate Couro. (Fonte: Wikipedia)

Nomes Populares:

 

  • chá da campanha,
  • chá de mineiro,
  • chapéu de couro,
  • erva do brejo,
  • erva do pântano

Propriedades:

  • É adstringente,
    • antiinflamatória,
    • anti-reumáticas,
    • depurativa,
    • diurética,
    • energética,
  • Indicado em casos de ácido úrico,
    • problemas urinários,
    • do fígado,
    • do estômago,
    • dos rins,
    • fígado,
    • pressão alta,
    • prisão de ventre,
  • Em casos de arteriosclerose,
    • artrite,
    • reumatismo,
  • Cura edemas,
    • erupções cutâneas,
    • hidropsia,
    • manchas e dermatose

Precauções

  • Não ingerir em excesso
  • Deve ser evitado por indivíduos com insuficiência renal e cardíaca.

O chapéu de couro é eficaz para tratar várias doenças de pele

Outros benefícios

O chapéu de couro é excelente para equilibrar o ácido úrico em nosso organismo, trata vários problemas de pele como micose. Também combate a gota, artrose e até sífilis. Esta planta tem ação antirreumática, anti-inflamatória, depurativa, tônica e laxativa. É usada para curar inflamação de garganta, inchaços nos pés, artrite reumatóide, pressão alta e gordura no fígado.

O chapéu de couro também é excelente para o tratamento de tosse, equilibra o colesterol, gastrite, prisão de ventre, arteriosclerose e faringite. Além de ser muito eficaz para tratar problemas de bexigas e nas vias urinárias. A planta também tem ação diurética, evitando o acúmulo de líquidos em nosso corpo, ajudando assim, a perder peso.

E da planta é possível produzir uma base sólida, uma especie de massa que pode ser usado como doce de abóbora. Esta espécie de doce tem um potente efeito depurativo para o sangue.

Curiosidade

No Brasil existem três refrigerantes feitos com o chapéu de couro, são eles: Mate couro, Mineirinho e Mate cola. E além de ser uma planta medicinal, o chapéu de couro é usado para ornamentar aquários.

Para tratar a pele

O chapéu de couro ameniza as manchas da doença vitiligo. Também evita e ameniza as marcas já existentes provenientes da celulite e também tem efeito antioxidante, retardando o envelhecimento precoce da pele. A planta também tem um excelente efeito adstringente, funcionando como um potente tônico facial.

Esta planta contrai os poros da pele, reduzindo o excesso de oleosidade.  Também combate e trata cálculos urinários e biliares, alivia diversos tipos de dores e tem ação energética. Também serve para tratar picadas de cobras e feridas. É usada no tratamento de nefrite, faringite, resfriado, amigdalite, gengivite, gripe e resfriado. Além de ser usada como chá, o chapéu de couro é usado em forma de extrato e de tintura.

Tintura

Ingredientes

  • 05 colheres de sopa de folhas de chapéu de couro
  • 01 xícara de cachaça pura
  • álcool 70% ou álcool de cereal

Modo de preparo

Lave e pique as folhas de chapéu de couro. Deixe descansando para desidratar e secar naturalmente. Após isso, soque as folhas em um recipiente de madeira. Depois, misture metade do álcool ou da cachaça. Deixe curtindo por 5 dias dentro de um vidro fechado e escuro, longe da luz e calor. Depois, filtre o álcool, reserve, e guarde novamente em vidro escuro. Lembre-se de deixar as folhas guardadas.

Pegue o restante do álcool e jogue nas folhas que ficaram curtindo. Deixe descansando por mais 5 dias. Depois, misture as duas tinturas e agite para ficar bem uniforme. Coloque em um vidro contra-gotas. A validade é de 1 ano.

 

Receitas e benefícios relacionados

Receitas e Naturais em seu email