Dicas Naturais, Remédios Caseiros

Receita Natural

Receita Natural

Plantas e Ervas ajudando em sua Saúde

Pesquisar

Boldo Baiano- Propriedades Medicinais

O boldo-baiano, assa-peixe ou alumã (Vernonia condensata) é uma planta da família Asteraceae, das mais cultivadas em jardins e hortas brasileiros. A sua origem é africana, tendo sido trazido com os escravizados desde a época colonial. As suas folhas são utilizadas pela medicina popular sob a forma de chás ou sucos, no tratamento da azia, da indisposição gástrica, no controle da gastrite, contra a ressaca e como um tônico amargo, estimulante da digestão e do apetite.

A planta tem vários nomes nos diferentes estados do Brasil, como acumã, alcachofra (CE), aloma (BA), alomã, alumã, aluman (PE), árvore-de-pinguço (SP), assa-peixe, boldo, boldo-baiano, boldo bahiano (SP), boldo-chinês (PE), boldo-da-Bahia, boldo-goiano (MG), boldo-japonês (PE), boldo-africano, boldo-de-goiás, cambará-guaçu e luman (BA).

Benefícios do Boldo-baiano

Possui propriedades analgésicas e anti-inflamatórias. A planta tem um glicosídeo esteroide chamado venonioside B, que é a substância responsável pela atividade analgésica do boldo. Ademais, também possui ácido clorogênico, flavonoides, frutose, carboidratos, lactose, tanino, dentre outras substâncias. Pode produzir irritação da mucosa do estômago, se utilizado em doses elevadas.

 

O boldo-baiano é analgésica, aperiente, depurativa, desintoxicante, diurética, digestiva, indicada para abrir o apetite, casos de anemia, melhora cálculos da bexiga, cálculos nos rins, clorese, diarréia, dispepsia e diurese. Além disso, a planta é benéfica para o combate de doenças do coração, dos pulmões, das vias urinárias e ainda cura ressaca.

O vegetal é uma árvore de pequeno porte, que chega a apenas 5 metros de altura. A estrutura da planta é quebradiça, suas folhas são alternas e de bordo pouco serrilhado. As flores nascem em cachos e são brancas. O fruto que nasce do boldo tem sabor amargo, porém, depois se torna doce.

Boldo Baiano

Boldo Baiano

Para plantar o boldo-baiano, basta colocar um pedaço de galho em um solo fértil. Esta planta nasce facilmente em qualquer local, e é típica de quintais e outras hortas. Isso porque o boldo não é exigente acerca das condições do clima ou solo, ele nasce em qualquer lugar minimamente propício. Como dito, é originária da África, e foi trazida para as terras brasileiras pelos escravos vindos de Benin e Nigéria. É muito popular no Pará, Bahia, e Norte e Nordeste.

Como Utilizar

Para se fazer o chá, afim de tratar internamente, utiliza-se 1 colher de chá de folhas picadas secas para uma xícara de água. No preparo do chá, coloca-se a água para ferver junto as folhas, por cerca de 10 minutos. Toma-se cerca de 3 xícaras desta infusão por dia. Este preparo é ótimo para tratamento de gases intestinais, colesterol com taxa alta, insuficiência hepática, inflamação na vesícula, diarreia, intoxicação alimentar, intoxicação do fígado. Além disso, o chá é diurético, estimula o nosso apetite e a digestão.

Caso queira um tratamento próprio para problemas digestivos, estomacais, no fígado e na vesícula, é recomendado que se amasse as folhas do boldo-baiano. Utilize 5 folhas, até que se retire todo o sumo dela, ou seja, o líquido. Coloque em um copo e complete o restante com água. Tome esta mistura 3 vezes ano dia.

Outro tipo de tratamento com o boldo é colocar 3 colheres de folhas amassadas ou batidas em uma garrafa de vinho branco seco. Deixe essa mistura macerando por cerca de 5 dias, sempre a agitando em intervalos de 4 horas. Depois, basta coar o preparo, tomando 1 xícara 30 minutos antes das refeições. Este método é ideal para o tratamento de colicistite aguda, insuficiência do fígado e gases. Também, é um fluidificante do suco biliar, protetora hepática, combate pedras no rins e diminui a taxa de colesterol.

Esta mesma dose pode ser feita com 1 colher de pó da planta, seca e moída para 1 litro de água mineral. É só colocar o pó para ferver por 5 minutos. Depois, cubra o chá, coe (se for de sua preferência), e tome 100 ml 3 vezes ao dia, 15 minutos antes de qualquer refeição.

Para saber mais sobre a fitoterapia do boldo-baiano clique aqui, e acesse um artigo científico do Governo de Londrina, falando um pouco sobre como utilizar o boldo.

Precauções

No caso do boldo-baiano, evite o consumo em excesso do chá. Isso porque altas doses podem irritar a mucosa intestinal e o estômago.

Receitas e Naturais em seu email