Dicas Naturais, Remédios Caseiros

Receita Natural

Receita Natural

Plantas e Ervas ajudando em sua Saúde

Pesquisar

Como Tratar Garganta Inflamada de Forma Natural?

Grande parte das queixas nos consultórios médicos na época de inverno é dor de garganta. A garganta começa a arranhar, em pouco tempo fica difícil engolir e até mesmo conversar. Comumente, os pacientes vão ao pronto atendimento e saem de lá com uma receita de antibiótico. Mas, muita gente já sabe que o uso excessivo de antibióticos não é bom para a saúde e deseja uma alternativa mais natural para curar o problema.

Infelizmente, algumas vezes a prescrição realmente pode estar equivocada, uma vez que nem toda dor de garganta é sinal de garganta infeccionada por bactérias. A Organização Mundial de Saúde informa que mais de 50% dos antibióticos são prescritos equivocadamente. 

Assim, como o antibiótico é um remédio muito forte e deve ser evitado, quando possível, pode-se tentar tratar e prevenir a inflamação de garganta com tratamentos naturais. Abaixo, iremos falar sobre um método muito eficaz, o gargarejo com romã, e mais sobre os malefícios dos antibióticos e quando utiliza-los.

Tratamento Natural de Gargarejo com Romã

Se você não precisa de usar antibióticos, se sua garganta está doendo por causa de um vírus, ou até mesmo por uma irritação como devido ao tempo seco, por falar por muito tempo ou até mesmo por influência de um ar frio. A melhor forma é a hidratação oral, os gargarejos com chás e os xaropes naturais que fazem uma barreira e dão alívio aos sintomas.

Ingredientes:

  • 1 litro de água
  • 1 romã

Modo de Preparo: Corte a casca da romã em pedaços pequenos e coloque numa vasilha. Coloque a água fervente e tampe por 30 minutos. Coe, espere esfriar. Faça gargarejos três vezes ao dia e não engula a romã.

Saiba como realizar o gargarejo com romã

O romã é uma fruta extremamente eficaz contra infecções de garganta.

Mais sobre Antibióticos

Os antibióticos combatem bactérias e outros parasitas, mas nunca vírus. Então, que fique claro, se você está com um resfriado, uma gripe e como sintoma você está com as vias aéreas irritadas e a garganta dolorida, você não precisa e não deve tomar um antibiótico.

Existem classes diferentes de antibióticos, aqueles que vão exterminar as bactérias e aqueles que vão impedir que elas se repliquem. O uso inadequado dos antibióticos causam no organismo uma resistência, como se deixasse as bactérias ainda mai fortes.

Um grande erro é pensar que a febre é o sinal verde para a prescrição de antibióticos. Geralmente os casos que vão precisar de uso de antibióticos são as infecções causadas pelo streptococo beta-hemolítico do grupo A, pois, se não bem tratado pode sim evoluir para febre reumática. E existe um teste rápido para detectar a presença desse streptococo, chamado Teste Rápido para o EGA.

Outra importante atenção que devemos ter, que nem sempre os pontos brancos na garganta são indicativos de que tem que ser usado antibióticos. As amígdalas, atualmente chamada de tonsilas (amigdalite atualmente é tonsilite) podem ter lesões como aftas mas não são bactérias e sim herpangina.

A herpangina é causada por vírus (ou seja, não deve ser tratada com antibióticos) e também deixa lesões esbranquiçadas no fundo da garganta. Então, nada de olhar a garganta, e dizer que estar com placas e precisa de antibióticos. Nesses casos apenas uso de analgésicos e hidratação. Pode ser fazer gargarejos também, mas os sintomas passam por volta de 4 dias.

Os antibióticos deverão ser prescritos se febre alta, dor no gânglio e se houver lesões purulentas (ou seja, com pus) nas amígdalas. Ao ser prescrito um antibiótico é importante observar o tempo de uso. É um erro achar que amoxicilina deve ser tomada por sete dias. Na verdade, o tempo necessário é de 10 dias. Já a azitromicina que normalmente se toma por três dias, deve ser tomada por cinco dias para matar definitivamente a bactéria.

 

Receitas e Naturais em seu email