Dicas Naturais, Remédios Caseiros

Receita Natural

Receita Natural

Plantas e Ervas ajudando em sua Saúde

Pesquisar

Como Compor um Vaso de Ervas Protetoras?

Você provavelmente já ouviu falar nas 7 ervas de proteção. Além de embelezar o lugar, as plantas têm energias positivas que protegem e trazem boas vibrações para o lar. Existem muitas ervas que servem como purificadoras, as 7 ervas são usadas normalmente pela umbanda fazendo parte da composição a pimenteira, o guiné, espada de são Jorge, comigo ninguém pode, arruda, diamantina e alecrim. Também pode ser usado o manjericão ou a losna.

É muito útil ter estas plantas em casa, seja para tratar certas doenças, realizar purificações, dentre outras questões. Ainda, é mais fácil ter estas ervas em casa pois, em diversos locais, não é possível encontrá-las facilmente. Assim, saiba como compor um vaso de ervas protetoras abaixo.

Compondo seus vasos

Comigo ninguém pode

O nome da erva é bem significativo, e não somente energeticamente, mas também porque tem toxinas e não devem ser ingerida. Na composição de erva ela tem poder de anular qualquer energia negativas. Ela é uma planta muito fácil de cultivar e tem uma coloração lindíssima.

Arruda

Uma das ervas mais famosas, muito utilizada na umbanda, essa planta tem aroma intenso, é uma excelente purificadora, protege do olho gordo e do mau olhado. Em qualquer ambiente, além de proteger, emite vibrações de prosperidade e entusiasmo. Uma das formas de descarregar o ambiente é queima-la juntamente com o alecrim e a lavanda, também é indicada para limpeza de aura, em forma de banho pode ser utilizada por adultos e crianças.

Arruda

A arruda é uma planta que pode ser usada em chás ou mesmo em banhos de imersão.

Essa erva pode ser ingerida em alguns casos, mas é altamente tóxica, sendo necessário um acompanhamento ou indicação de especialista.

Alecrim

O alecrim é uma erva muito utilizada no comércio, ela atrai a boa sorte e a visita de clientes, purifica o ambiente e protege da inveja. Os gregos chamavam o alecrim da erva da imortalidade. Seu próprio aroma, traz felicidade e alegria. Algumas pessoas dizem que é a erva da juventude eterna, do amor e da amizade.

Pode ser colocada dentro do travesseiro para afasta pesadelos, pode ser defumada e em banhos.
Além de muito energética, ela é medicinal, agindo como poderoso estimulante natural, ele favorece as atividades mentais, os estudos e a produtividade.

Espada de São Jorge

Esta planta é muito parecida com uma espada, e por conta de suas folhas pontudas ela é associada ao poder de cortar as energias pesadas e a inveja. Algumas pessoas dizem que pode espantar os espíritos sugadores de energia. A espada de são Jorge é uma das mais fáceis de cultivar, pois não necessitam de rega constante e são facilmente transplantáveis.

Guiné

A erva guiné é muito bonita, e traz proteção energética em forma de campo de força em redor da casa, ele bloqueia as energias negativas e favorece as vibrações otimistas. Atrai sorte e felicidade, gerando uma atmosfera de bem-estar.

Pimenteira

A pimenta é famosa na culinária brasileira, pode ser utilizada in natura, em geleias, como condimento ou em conservas. Seu poder protetor é parecido com doses fortes de pimenta, forte e ardido. A sua cor, por ser viva e atrativa, chama atenção dos olhares e deixa seu canteiro ainda mais bonito, mas não preocupe, porque ela já aproveita e retira todo mau olhado.

Não somente em jardins, ela também é muito utilizada como amuletos, hoje sendo comercializada em forma de pingentes e adornos.

Losna

A losna, também chamada de artemísia, é a erva de Ártemis, a deusa da fertilidade. Culturalmente é pendurada na porta da casa e age como proteção de espíritos. Ela pode ser colocada no travesseiro para proporcionar sonhos proféticos, ou simplesmente para pessoas que não se lembram dos sonhos. Também é usada em defumações para limpar energias de relacionamentos possessivas a abusadores. Essa erva é medicinal, mas possui certo grau de toxidade e por isso deve ser utilizada com sabedoria.

Todas as ervas podem ser plantadas em um vaso grande, tendo o cuidado para que uma não sufoque a outra. Algumas vezes a quantidade de água pode ser diferente da outra, mas o cuidado com elas é basicamente por observação.

Receitas e Naturais em seu email