Dicas Naturais, Remédios Caseiros

Receita Natural

Receita Natural

Plantas e Ervas ajudando em sua Saúde

Pesquisar

Alecrim-pimenta para Garganta Inflamada

Inflamação de garganta e na boca costumam ser comuns, pois são áreas muito sensíveis e de fácil acesso ao meio externo. A inflamação é um modo do corpo se proteger de adversidades, machucados, batidas, etc. O corpo se manifesta causando vermelhidão, inchaço e febre na área.

Neste caso, é sempre interessante recorrer à alguma receita caseira que auxilia o tratamento médico, atuando como anti séptico. A receita de hoje traz um gargarejo de Alecrim-pimenta (Lippia sidoides), que não deve ser ingerido ou inalado, segundo recomendações da ANVISA.

Receita de Gargarejo

Ingredientes:

  • 2 a 3 g (de dias a três colheres de chá) das folhas do Alecrim-pimenta
  • 150 mL (uma xícara de chá) de água

Modo de Preparo: Prepare uma infusão fervendo a água e acrescentando as folhas do Alecrim-pimenta, já como o fogo apagado. Neste momento, tampa-se o recipiente e deixa por alguns minutos abafado.

Precauções: Faça gargarejos ou bochechos de duas a três vezes ao dia. Porém, não engula parte da mistura ou mesmo a utilize em inalações devido à ação irritante dos vapores.

Alecrim-pimenta

O Alecrim-pimenta é uma planta popularmente utilizada para tratar inflamações.

Benefícios do Alecrim-pimenta

Como dito, as traumas, doenças inflamatórias e infecções podem ser causas de inflamações. Elas causam a manifestação de diversos sintomas no nosso corpo, como um aviso. Febre, inchaço, aumento da pressão arterial e vermelhidão são algumas características que acometem indivíduos com inflamações.

As infecções são as causas mais comuns de inflamações, e podem ser causadas por vírus, bactérias, fungos e protozoários. As propriedades antisséptica, anti-inflamatória e antimicrobiana do Alecrim-pimenta tratam estas inflamações, eliminando o corpo de agentes maléficos. Os compostos responsáveis pelo efeito anti-séptico do Alecrim-pimenta são o o timol e o carvacrol.

Pesquisas indicaram que foram encontrados no Alecrim-pimenta derivados fenólicos, taninos hidrolisáveis e condensados, flavanóis, xantonas, chalconas e auronas, flavanonóis, flavanonas, quinonas, esteroides e ácidos orgânicos não voláteis.

Esta planta é originada do nordeste brasileiro, mais especificamente da região do Ceará. Apesar de possuir o mesmo nome de outra planta muito conhecida, o alecrim, esta nova variedade é completamente diferente. O Alecrim-pimenta pode crescer até 3 metros de altura, e é conhecida pelos nomes de alecrim grande e estrepa-cavalo.

Segundo a monografia produzida pelo Ministério da Saúde, as formas farmacêuticas feitas a partir do Alecrim-pimenta foram géis produzidos a partir do seu óleo essencial. A composição deste gel é 10% de óleo essencial de folhas, 58,7% de o timol, 17,1% de carvacrol, 10,3% de cariofileno e 8,98% de p-cimeno.

A mistura feita com Alecrim-pimenta pode ser utilizada também para lavar feridas externas, produzir sabão líquido e como desinfetante externo. Se administrado via oral, sem sua ingestão, o enxaguante bucal de Alecrim-pimenta pode combater a gengivite, aftas, etc.

Segundo um estudo realizado e exposto na monografia, foi realizado uma pesquisa em pacientes com placa gengival.” O grupo tratado com o enxaguatório à base de OE apresentou redução do índice de placa gengival e do sangramento gengival similar ao controle positivo de clorexidina”

Alguns chás feitos, por meio da infusão das folhas, com Alecrim-pimenta são parte de tratamentos para tratamento de dores de estômago, cólica de bebês, indigestão, diarreia, azia, náuseas, flatulência, corrimentos vaginais, dores de origem menstrual e febre.

O Alecrim-pimenta tem propriedades antifúngicas, e por isso ajuda no tratamento de problema como pé de atleta, impigens, pano branco e sarna. Além disso, o banho de Alecrim-pimenta pode eliminar mau odores nos pés, o “chulé”, e também outros advindos do suor.

A erva ainda apresentou eficiência no tratamento de leishmaniose cutânea, segundo pesquisas. Foram desenvolvidos dois produtos, , creme e gel-creme para serem utilizados. As substâncias carvacrol e timol apresentaram atividades significativas contra a Leishmania amazonensis. Este parasita é responsável pela doença leishmaniose.

Outro avanço importante foi a supressão da parasitemia por Plasmodium berghei. A cloroquina foi administrada via oral, e após o 10° dia, ocorreu uma redução de 47,3% para a dose de 1000 mg/ kg.

Devido ao seus efeitos aromáticos, o Alecrim-pimenta também pode ser utilizado como um relaxante muscular, aliviando sintomas como estresse, cansaço e estimulando o indivíduo.

Portanto, esta planta pode ser utilizada na resolução de diversos problemas, em forma de chá, enxaguante, gel, etc. Todos os seus meios de uso são igualmente eficientes.

Receitas e benefícios relacionados

Receitas e Naturais em seu email