Dicas Naturais, Remédios Caseiros

Receita Natural

Receita Natural

Plantas e Ervas ajudando em sua Saúde

Pesquisar

Como Fazer Chá de Malva para Inflamação da Bexiga?

Inflamações na bexiga podem ser mais comuns do que se imagina. Mais comum em mulheres e muito associada à cistite (embora existam outros tipos de inflamações), em geral é causada por um higiene insuficiente ou contato com superfícies contaminadas. Aqui, vejamos um chá para auxiliar no tratamento das inflamações.

Embora a inflamação na bexiga seja mais comum em mulheres, os homens também sofrem com este incômodo, mas apenas 10% dos casos são no sexo masculino contra 90% feminina. As mulheres tem mais pela questão anatômica, mas os homens com mais de 50 anos começam a apresentar estes sintomas devido ao crescimento da próstata e retenção da urina, causando infecções.

A malva, também chamada de Malva-cheirosa, Malva-das-boticas, Malva-silvestre, Malva-de-casa, dentre outros nomes, é uma das plantas medicinais ideias para o o tratamento de infecções e inflamações, sendo muito eficaz para inflamação da bexiga. Além disso, a propriedade diurética da malva auxilia o corpo a eliminar ainda mais rapidamente a inflamação. Abaixo, saiba como preparar um chá de malva e mais sobre os seus benefícios.

Receita

Ingredientes:

  • 150 g (cento e cinquenta gramas) de folhas de malva
  • 1 l (um litro) de água
  • Mel

Modo de Preparo: Ferva lentamente as folhas de malva por cerca de vinte minutos. Coe e depois adoce com o mel. Beba de três à quatro xícaras por dia.

Malva

Malva

Informações adicionais

A inflamação na bexiga é chamada de cistite intersticial é grave, mas tem cura, e suas causas podem ser várias, até mesmo uma doença auto imune, é uma inflamação ou irritação na parede da bexiga.

Ensinamos este tratamento caseiro, mas se os sintomas persistirem é importante procurar um médico especialista, o urologista. Pois em alguns casos só mesmo o tratamento químico é capaz de resolver, com analgésicos, anti-inflamatórios e até mesmo antibióticos.

Para evitar é importante manter a higiene, usar camisinha durante as relações, fazer xixi após o ato sexual, evitar cafeína, cigarro, álcool, refrigerantes, comidas apimentadas e alimentos ácidos, além de evitar o estresse.

Os sintomas da inflamação são fazer xixi muitas vezes, dor abaixo do umbigo (baixo ventre), dor no pênis ou testículos, e dor durante a relação sexual.

Só um médico, através dos exames poderá dar o diagnóstico, excluindo outras doenças do trato urinário (ITU) como a infecção urinária. Nos casos mais graves é possível que tenha sangue na urina.

É muito comum a cistite durante a gestação, isso porque as grávidas aumentam a umidade na região favorecendo a proliferação das bactérias.

Além disso o peso da barriga sobre a bexiga (o útero aumenta e comprime os ureteres). A infecção tem que ser tratada para não ir para o útero e não fazer com que o parto seja antes da hora. Mas é importante lembrar que a mulher grávida faz mais xixi mesmo, e nem sempre é sintoma de infecção.

A dor ao terminar de urinar pode sinal de outra infecção, como a candidíase, neste caso aparecem corrimentos que ajudam a identificar.

A malva, planta que indicamos acima para o tratamento de inflamação na bexiga, pode também ser chamada de Malva-cheirosa, Malva-das-boticas, Malva-silvestre, Malva-de-casa, Malva-rosa ou Rosa cheirosa. A Malva sylvestris pode ser encontrada em lojas de produtos naturais com muita facilidade, visto que seu chá já é utilizado em diversas situações, devido às inúmeras propriedades medicinais que contém.

A malva, além de combater inflamações, também auxilia no tratamento de prisão de ventre, aftas, bronquite, catarro, dor de garganta, rouquidão, faringite, gastrite, irritação dos olhos, mau hálito, tosse e úlcera. Para estes fins, deve-se usar o chá da planta. E, o cataplasma pode ser usado para tratar picadas de insetos, abcessos, funrúnculos e feridas de outras origens.

A malva, quando utilizada em grandes quantidades, pode causar intoxicação. E, ela não é recomendada de ser utilizada por grávidas e mulheres que estejam amamentando.

Receitas e Naturais em seu email