Dicas Naturais, Remédios Caseiros

Receita Natural

Receita Natural

Plantas e Ervas ajudando em sua Saúde

Pesquisar

Chá de Cardo-Mariano para o Fígado

O fígado é um dos órgãos mais importantes de nosso corpo. Ele é responsável por diversas funções, como secretar a bile, metabolizar gorduras, armazenar glicose, proteger o organismo de infecções, dentre outras. Por isso, quando o fígado dá sinais de mau funcionamento, várias funções essenciais podem ser prejudicadas.

Vale destacar que as doenças do fígado nem sempre apresentam sintomas, senão quando em estágio avançado. Assim, o ideal é resguardar o órgão, evitando o exagero de bebida e alimentos pesados. De acordo com a medicina popular, a erva conhecida como cardo mariano (Silybum marianum) é ótima para tratar alguns dos males que acometem o órgão. Veja como preparar o chá.

Receita

Ingredientes:

  • 1 colher (chá) de frutos secos do cardo mariano
  • 1/2 litro de água

Modo de Preparo: Em uma panela de vidro, ou de outro material que não seja alumínio, ferva a água e deixe os frutos secos cozinharem por cerca de 8 minutos. Depois coe a mistura e espere amornar. Tome 3 xícaras do chá ao longo do dia.

Saiba quais propriedades da cardo-mariano

A cardo-mariano é uma planta que realiza a desintoxicação do fígado e regeneração das células deste órgãos.

Benefícios e outros tratamentos

A Silybum marianum, também chamada de cardo-mariano ou cardo-leiteiro, é uma planta medicinal que pode ser encontrada em farmácias de manipulação e lojas de produtos naturais. O cardo-mariano é originalmente de Portugal, e possui diversas propriedades medicinais. Esta planta é anti-inflamatória, adstringente, digestiva, diurética, regeneradora e anti-séptica. Um dos seus usos medicinais principais é o relativo a fígado e vesícula biliar.

A silimarina, a principal substância ativa do cardo-mariano, age diretamente nas células do fígado, tratando alterações nestas. Logo, a silimarina pode ser muito eficaz em regenerar as células intoxicadas com substâncias tóxicas, como o álcool ou outras drogas. Por isso, o consumo do cardo-mariano é recomendado em casos de cirrose, hepatite, intoxicações, gordura no fígado, dentre outros males. Ainda, o cardo-mariano pode ser usado em conjunto com dietas desintoxicantes, com moderação.

Para fazer o chá de cardo-mariano, utilize as frutas da planta. Elas podem ser esmagados, com a lateral de uma faca, ou utilizados secos. Hoje em dia, também, o cardo-mariano também é comercializado em forma de cápsulas e outros comprimidos. Porém, tenha cautela na sua utilização, visto que o excesso pode trazer alguns efeitos colaterais.

O consumo em excesso de cardo-mariano pode ocasionar irritações no estômago, queimaduras na mucosa gástrica, diarreia, vômitos e náuseas. Ademais, o uso de cardo-mariano, mesmo em moderação, não é recomendado para crianças, pessoas com hipertensão, problemas renais, gastrites e úlceras.

Ainda, as lactantes ou grávidas devem utilizar o cardo-mariano apenas com a orientação de seus médicos. Esta planta aumenta a lactação, mas também pode promover intoxicação dos bebês.

É importante mencionar que o cardo-mariano deve ser usado em conjunto com dietas restritivas de álcool e de outras substâncias tóxicas, pois caso o fígado esteja sendo prejudicado constantemente, a regeneração não irá ocorrer. Ainda, é imprescindível não consumir muito sódio e outros condimentos prejudiciais.

Além do cardo-mariano, pode-se também utilizar outros alimentos e ervas que desintoxicam o fígado de forma natural. Vise os que sejam ricos em antioxidantes, pois estes protegem as células e também evitam que elas envelheçam precocemente.

Em relação às frutas, pode-se utilizar a maçã, limão e abacate. A maçã possui fibras solúveis e antioxidantes. Já o limão pode ser consumido de manhã, com água morna, pois ele estimula a liberação de enzimas desintoxicantes. Por último, o abacate bloqueia agentes carcinogênicos, devido à glutationa.

Ademais, o gengibre, chá verde, alho, aspargos, beterraba, açafrão, repolho, couve, dente de leão, alga marinha, chia, azeite de oliva, chá de boldo, café e brócolis são ótimas opções. Estes alimentos eliminam toxinas, regulam o intestino e realizam ação antioxidante.

Entretanto, a melhor alternativa para desintoxicar o corpo é a água. É necessário tomar 2 litros de água por dia, ou mais, dependendo da temperatura do local. Caso não tenha o costume de tomar água, opte por chás e sucos naturais sem açúcar, nos primeiros dias.

Receitas e Naturais em seu email