Dicas Naturais, Remédios Caseiros

Receita Natural

Receita Natural

Plantas e Ervas ajudando em sua Saúde

Pesquisar

Chá de Macela – Receita e Benefícios

Náusea, sensação de enjoo e desconforto no estômago que normalmente precedem o vômito são sintomas incômodos, que podem ser melhorados com um chazinho de Macela. E, além de servir para tal propósito, o chá ainda é eficiente no tratamento de azia, cólica, cálculos biliares, diarreia, dentre outros problemas.

A Achyrocline satureioides, popularmente chamada de Macela, Marcela, Carrapichinho-de-agulha, dentre outros nomes, é uma planta medicinal. Algumas de suas propriedades são as antiviral, antiespasmódica, anti-séptica, anti-inflamatória, etc. Confira abaixo como fazer um chá de Macela para auxilia-lo no tratamento de muitas doenças.

Chá de Macela

Ingredientes

  • Uma colher de sopa de flores secas de macela
  • Um litro de água

Modo de Preparo: Ferva as flores de macela em uma panela e deixe amornar. Depois coe. Beba uma xícara do chá a cada oito horas.

Precaução: O chá de macela é considerado abortivo. Devido a isso, não é recomendado para mulheres grávidas.

Planta Macela

Saiba como utilizar a Macela.

Benefícios da Macela

A Macela sempre foi muito utilizado pelos índios da América do Sul, pois era popularmente conhecida por suas propriedades digestiva, anti-inflamatória, anti-séptica, emenagoga e emagrecedora. Após sua expansão entre os colonizadoras, a Macela passou a ser colhida, tradicionalmente, na Sexta-feira Santa, pois acreditava-se que nesta data suas propriedades estariam potencializadas.

Além das propriedades citadas acima, sabe-se também que a Macela é analgésica, calmante, antidiarreica, bactericida, antimicótica, antiespasmódica, digestiva, carminativa, relaxante muscular, anti-herpético, antioxidante e imunoestimulante.

Visto as propriedades benéficas para o sistema digestório, a Macela é utilizada para tratamento de cólicas, azias, gastrite, úlcera, diarreias e disenterias. Além disso, como a planta combate micro-organismos, como bactéricas e fungos, ela fortalece nosso sistema imunológico.

Devido ao seu efeito anti-inflamatório a Macela trata cistite, nefrite e colecistite. Ademais, ele diminui inflamações nas articulações, aumentando a circulação e as dores decorrentes de artrites.

O chá de Macela pode também ser utilizado a noite para melhorar a qualidade do sono, uma vez que ele é relaxante muscular e calmante. A planta também é usada para tratar a impotência sexual.

A planta é da família Asteraceae, advinda do Sul do Brasil. Sua ocorrência natural também foi registrada em regiões do cerrado de Minas Gerais, São Paulo, Uruguai, Paraguai, Argentina e norte da Venezuela. Ela sobrevive e prospera melhor em climas temperados, desenvolvendo-se no verão e florescendo no outono.

Para plantar a Macela é necessário sementes ou estacas, em solo bem drenado e com taxa ampla de pH. Para plantio das sementes, deve-se misturar pó de serra. Já as estacas devem ser colhidas na pré-floração da Macela, em meados de outubro. As fileiras de plantio devem ter no mínimo 40 cm de distância entre elas.

A Macela pode atingir até 1,5 m de altura, mas comumente não passa dos 120 cm. Após o plantio, espera-se seis meses para começar a colheita, que dura três meses. Consegue-se colher até 500 kg de folhas secas por hectare.

A Macela possui diversos princípios ativos, como óleos essenciais (cineol, isognafalina, galangina, alfa-pireno, cimeno, cariofileno, etc). Além disso, possui flavonoides, como quercetina, luteolina e galangina. Ademais, tem na sua composição saponinas, terpênicas, pigmentos amarelos, resinas, taninos e princípios amargos.

A Macela nunca foi produzido para o comércio, em grande escala. Mas, recentemente, Ilio Montanari Junior, pesquisador no Centro de Pesquisas Químicas Biológicas e Agrícolas da Unicamp desenvolveu uma espécie de Macela que foi liberada para alguns agricultores para produção comercial. A partir disso, foi permitido o plantio da Macela para compor medicamentos, óleos, etc.

No Rio Grande do Sul a Macela sempre foi utilizada como enchimento de travesseiros, colchões, bonecas de pano, etc. Isso porque prioriza-se o seu efeito calmante, durante a noite. O cheiro aromático da Macela contribui para um sono mais tranquilo.

Ainda no que se trata de pesquisa, a pesquisadora Valquíria Linck Bassani, da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, estudou o efeito da Macela frente a herpes e obteve bons resultados. A herpes é uma doença, ocasionada por um vírus, que atinge a boca ou as genitais. Tanto a Herpes simples e o HSV1 foram estudados.

Porém, no que tange ao chá, não é recomendado o seu uso por muito tempo, como é recomendado a qualquer outro fitoterápico. As propriedades da Macela, a longo prazo, podem ser prejudiciais para o organismo.

Receitas e Naturais em seu email