Dicas Naturais, Remédios Caseiros

Receita Natural

Receita Natural

Plantas e Ervas ajudando em sua Saúde

Pesquisar

Chá de Catuaba – Receita e Benefícios

Apesar do que muitos pensam, a Catuaba não é uma planta específica, mas sim um conjunto de espécies da flora nativa brasileira. Esta espécies são Erythroxylum catuaba, Eriotheca candolleana, Anemopaegma glaucum, dentre outras. Este conjunto de plantas atuam como ansiolíticos, bactericidas, antioxidantes, diuréticos, expectorantes, tônicos e vasodilatadores. Suas substâncias também estimulam o sistema nervoso central. Por isso, a catuaba pode ser utilizada para melhorar a memória e amenizar o nervosismo.

Porém, a principal erva, conhecida como a Catuaba, é a Anemopaegma glaucum. Também chamada de Alecrim-do-campo, Camururu, dentre outros nomes, a erva medicinal ficou mais conhecida por combater a impotência sexual, comum entre os homens com mais idade. O chá de Catuaba é indicado para fadiga, insônia, ansiedade e também com tônico afrodisíaco. Veja como preparar o remédio caseiro, em forma de chá.

Chá de Catuaba

Ingredientes:

  • 1 colher (sopa) de cascas de Catuaba
  • 1 litro de água

Modo de Preparo: Junte a água e as cascas da Catuaba e leve para ferver. Quando levantar ebulição, aguarde 10 minutos e então, desligue o fogo. Tampe o recipiente de deixe descansar por mais 10 minutos. Em seguida coe o chá e guarde em uma garrada de vidro na geladeira.

Tome de 2 a 3 xícara do chá de Catuaba ao longo do dia. A bebida pode ser consumida morna, em temperatura ambiente ou gelada. O ideal é preparar o chá diariamente, para aproveitar todas as propriedades benéficas.

O uso da catuaba deve ser moderado.

O chá de catuaba é um estimulante poderoso, que deve ser utilizado com moderação.

Benefícios

Como mencionado, o nome Catuaba é dado para diversas espécies de plantas. São elas a Erythroxylum catuaba, Trichilia catigua, Eriotheca candolleana, Anemopaegma glaucum, dentre outras. Porém, a espécie mais utilizada para produção de bebidas e remédios fitoterápicos é a Anemopaegma mirandum.

A Anemopaegma mirandum é uma árvore nativa do Brasil, mais especificamente do estado de Minas Gerais. Ela é muito encontrada em áreas com climas subtropicais e tropicais, e se tornou popular devido às diversas substâncias ativas. A Catuaba ainda possui um gosto específico e amargo, devido à catuabina, presente em sua composição.

As bebidas derivadas da Catuaba são muito populares devido à ação estimulante que exercem. Ademais, é uma planta afrodisíaca, ansiolítica e expectorante. Por isso, pode ser usada para casos de fadigas, cansaços, paralisias motoras, insônias e falta de libido, além de problemas respiratórios.

A Catuaba possui a capacidade de vasodilatar a artéria peniana, além de aumentar a libido. Ainda, pode ser usada como estimulante do SNC e antidepressivo suave. Para propósitos afrodisíacos, a Trichilia catigu é a mais indicada. Suas casas possuem ioimbina, um alcaloide que proporciona a vasodilatação peniana. Os efeitos da Trichilia catigu possui feitos muito semelhantes ao do sildenafil, o princípio ativo do Viagra.

Esta mesma espécie também possui propriedades antioxidantes poderosas, diminuindo o estresse oxidativo e a redução do fluxo sanguíneo. Desta forma, pode-se perceber que cada espécie denominada de Catuaba possui as mesmas propriedades, mas em intensidades diferentes.

Apesar do uso da Catuaba ser recomendada nos casos anteriores, é preciso mencionar que o consumo de mais de 21 gramas por dia pode ocasionar a midríase. A midríase é o aumento excessivo da pupila, devido à dilatação. Isso é prejudicial pois impede reações normais do corpo à aumento de luminosidade, e também a estabilidade dos nossos olhos.

Além deste efeito colateral, o uso não-moderado da Catuaba pode ocasionar dores de cabeça, tonturas, confusões mentais e irritações. Podem ocorrer situações também que não sejam favoráveis para o seu desempenho sexual.

A Catuaba pode ser consumida em forma de chá, mas já surgiram diversas bebidas alcoólicas derivadas desta planta. No caso das bebidas alcoólicas, é recomendado que sejam ingeridas pequenas quantidades diariamente. Porém, em relação aos chás, a dose depende do seu propósito.

 

Receitas e Naturais em seu email