Dicas Naturais, Remédios Caseiros

Receita Natural

Receita Natural

Plantas e Ervas ajudando em sua Saúde

Pesquisar

Enxaqueca e Alimentação – Quais os Alimentos que Devem ser Evitados? Quais os Recomendados?

A enxaqueca é uma doença caracterizada principalmente por dores de cabeça bem fortes. Ela também pode causar enjoo, fotofobia e irritação. As mulheres são as mais atingidas, e cerca de 12% da população feminina sofre com o problema. Pessoas celíacas ou acima do peso também têm mais chances de manifestar os sintomas da enxaqueca.

Alguns fatores costumam desencadear o episódio de dor. Estresse, tensão, falta de sono, alterações hormonais, desidratação e má alimentação são alguns dos agravantes. Atualmente, os especialistas reconhecem que em cerca de 65% das crises, a sensibilidade a algum tipo de alimento é responsável pela enxaqueca. Por isso, é preciso estar atento à sua alimentação para que as crises sejam amenizadas e também evitadas. Abaixo iremos falar mais sobre a sensibilidade alimentar, quais são os alimentos que mais desencadeiam a enxaqueca e qual o cardápio ideal para quem possui este mal.

Sensibilidade Alimentar

A enxaqueca é uma doença caracterizada por crises fortes e duradouras de dores de cabeça. Esta cefaleia pode durar de 2 a 72 horas, e durante este período, os principais sintomas são vômitos, náuseas, sensibilidade a luz ou som. A enxaqueca é um distúrbio neurovascular crônico, e, como mencionado, ela afeta mais mulheres.

A enxaqueca é multifatorial. Logo, ela pode ser ocasionada por diversos motivos, como jejum, estresse e insônia. Ademais, alguns hábitos alimentares também podem ser prejudiciais e ocasionam as crises de enxaqueca, como chocolate, queijos, embutidos, consumo excessivo de café e bebidas alcoólicas, dentre outros.

Saiba qual o a deita adequada para a enxaqueca

A dieta adequada para a enxaqueca deve conter poucos alimentos gordurosos, carnes magras, frutas, legumes e oleaginosas.

Esta ocorrência de enxaquecas devido à alimentos é chamada de sensibilidade alimentar. Não se sabe ao certo como esses alimentos atuam, mas, dependendo do organismo, há algum tipo de reação que desencadeia nas dores de cabeça.

Os principais alimentos causadores desse tipo de reação são bebida alcoólica, principalmente as fermentadas, como vinho e cerveja, chocolate, principalmente do tipo “ao leite”, leite e seus derivados, frutas cítricas, figo, banana, passas, abacate e ameixa, carnes vermelhas e embutidos, café, chás com cafeína, refrigerante, principalmente os à base de cola, alimentos gordurosos e frituras, adoçantes e glutamato monossódico.

Logo, é importante que os indivíduos que já tenham enxaqueca evitem estes alimentos, para que as crises não fiquem ainda mais fortes ou frequentes. Além disso, é imprescindível que mesmo as pessoas que não tenham enxaqueca, evitem este regime alimentar, para que não desenvolvam as crises.

Cardápio para Pessoas com Enxaqueca

Quem sabe que sofre com a enxaqueca, precisa estar mais atento à alimentação. Alimentos que aumentam a produção de serotonina, por exemplo, são ótimos aliados, assim como aqueles que melhoram as inflamações ou favorecem a desintoxicação do fígado. A dica é incluir verduras, cereais integrais e muita água no cardápio diário. A prática de exercícios também costuma trazer bons resultados na diminuição das crises de enxaqueca.

Café da manhã: No café é recomendado que sejam consumidos alimentos anti-inflamatórios, como o gengibre. Ele pode ser inserido em chás ou vitaminas. Ainda, pode-se consumir biscoitos, torradas, geleias. É importante que evite-se alimentos derivados de leite e que tenham muita gordura, como manteiga, leite, iogurte, dentre outros.

Lanche da manhã: No lanche da manhã, pode-se optar por frutas, de quaisquer tipos. Por exemplo, maçã, abacate, banana, uva, morango, abacaxi, melancia, etc.

Almoço: No almoço, é importante que a refeição seja balanceada, com verduras, legumes e grãos. Evite comer carnes vermelhas ou que contenham muita gordura. Dê preferência ao frango.

Lanche da tarde: O lanche da tarde pode ser composto pelos mesmos alimentos do lanche da manhã, visando a variedade de frutas para que alimentação não fique muito massante. Pode comer, a tarde, torradas com geleias, biscoitos ou outras frutas.

Jantar: No jantar, é importante prestar atenção para que não sejam consumidos alimentos que, durante a noite, possam ocasionar cefaleias. Logo, opte por sopas, caldos, saladas, dentre outras opções que sejam mais leves e saudáveis.

E, se você costuma ter dores de cabeça, anote em um caderninho tudo o que você comeu no dia em que começou a sentir a dor. Com o passar do tempo, você poderá analisar quais alimentos sempre aparecem na lista. Cortando-os de sua alimentação, é bem possível que a enxaqueca apareça com menor frequência.

Receitas e Naturais em seu email