Dicas Naturais, Remédios Caseiros

Receita Natural

Receita Natural

Plantas e Ervas ajudando em sua Saúde

Pesquisar

Alimentação Saudável Para Crianças – O que é Recomendado? Quais as Melhores Opções?

Alimentação e saúde andam juntas, pois o nosso organismo precisa dos nutrientes que obtemos nos alimentos para a manutenção das funções corporais. Ainda, nas fases da infância e da adolescência, o cuidado com a dieta deve ser redobrado, visto que o corpo está crescendo e necessita de nutrientes variados para se desenvolver de forma correta. É essencial que as crianças e adolescentes consumam frutas, legumes, verduras, cereais, derivados do leite, dentre outros alimentos que vão lhe fornecer energia e minerais, como o cálcio, para o fortalecimento dos ossos.

E, por isso, muitos pais se preocupam quando os filhos não comem direito. Essa é uma preocupação válida, visto a importância de uma dieta equilibrada. Porém as estratégias adotadas podem piorar a situação. Obrigar a criança a comer na marra, por exemplo, pode criar uma espécie de trauma, levando-a evitar aquele alimento pelo resto da vida. No entanto, existem outros truques para garantir uma alimentação saudável para os pequenos.

Alimentação na Infância

O crescimento é uma etapa importante da vida, pois o nosso organismo ainda está em formação. Por essa razão, é fundamental que as crianças tenham uma alimentação balanceada, com todos os nutrientes necessários para que se desenvolvam com saúde. O primeiro ponto a ser destacado é a importância do leite materno, que deve ser mantido até, pelo menos os 2 anos de idade. Além disso, até os 6 meses de vida, o bebê não deve se alimentar de outras coisas, exceto por recomendação médica. A partir daí, outros alimentos podem ser incluídos na dieta, como frutas e verduras.

Os bebês devem experienciar uma introdução alimentar diversificada. Comumente, os médicos recomendam que, primeiro, os bebês tenham contato com frutas macias, como mamão, ameixa, banana, etc. Depois que eles tenham se acostumado com as frutas, começa a introdução das papinhas, feitas com feijão, batatas, cenouras, abóboras, dentre outros ingredientes. É importante mencionar que as papinhas não devem possuir muito tempero, como ervas, sal e alho.

Saiba como deve ser a alimentação infantil

A alimentação infantil deve ser balanceada e diversificada, para que as crianças tenham acesso a todos os nutrientes necessários.

Após este primeiro contato, os responsáveis pela criança devem cuidar para que ela sempre seja exposta a novos alimentos. Assim, o seu paladar irá ter diversidade, e isso é muito importante para que ela não cresça rejeitando certos legumes ou verduras.

É muito comum encontrarmos crianças que não gostam de comer ou só comem porcarias. Isso acontece porque, na infância, nosso paladar ainda é muito simplificado. Apenas com o passar dos anos é que aprendemos a diferenciar os sabores, texturas e gostar dessas variações. Então, a melhor dica para melhor a alimentação dos filhos é levar em consideração essas especificidades.

Ademais, um erro cometido por muitos pais é exagerar na quantidade. Na verdade, a gente acaba não tendo muita noção do quanto oferecer de alimento para as crianças. Para aquelas que já falam, vale a pena perguntar e servir somente o que elas querem. Uma boa dica é dar pequenas porções e, se for o caso, repetir. Lembre-se sempre que o estômago infantil tem uma capacidade pequena.

As frutas e verduras são os principais problemas em relação a alimentação infantil. Muitos pais acabam tomando decisões erradas, como triturar os alimentos fazendo sopas e papinhas que, na verdade, não estimulam em nada o paladar. O ideal é sempre colocar esses alimentos à disposição, sem forçar a criança. Se esses alimentos forem apresentados de diversas formas, isso despertará a atenção e, com o passar do tempo, eles acabam comendo.

Além disso, evite que a criança “belisque” entre as refeições, pois isso tira o seu apetite para as refeições principais. Ainda, estes lanchinhos são usualmente biscoitos, salgadinhos, iogurte, dentre outras coisas que podem conter muito sal, açúcar, etc. Isso também deve valer para os responsáveis, pois é imprescindível que mantenham uma boa alimentação, regular e equilibrada, para servir de exemplo para as crianças.

Ainda, sempre faça e ofereça as refeições em um ambiente tranquilo, sem a pertubação de barulhos, televisão, rádio ou telefone. É recomendado também que sejam feitas na mesa, para que a criança cresça com a consciência de que, na hora de comer, deve haver tranquilidade e concentração.

Caso a criança não queira comer, não ofereça recompensas, pois ela não deve associar a comida ao ganho que algum presente. Deve-se ter a consciência de que comer bem é algo benéfico e necessário, que não deve ser confundido com obrigação. Nestes casos de recusa de comer, também não ofereça nenhum tipo de suplementação sem que haja a recomendação médica.

Receitas e Naturais em seu email