Dicas Naturais, Remédios Caseiros

Receita Natural

Receita Natural

Plantas e Ervas ajudando em sua Saúde

Pesquisar

Alimentação Para Refluxo Gastroesofágico – O Que Comer e o Que Evitar?

Muitas pessoas sofrem com o refluxo gastroesofágico. O problema acontece quando, por algum motivo, o suco gástrico sobe até o esôfago, podendo atingir a faringe e até mesmo o pulmão. O refluxo pode ser ocasionado por diversos motivos, como hérnia de hiato, fragilidade muscular e modificações no esfíncter.

Ainda, são diversos os fatores que podem agravar a ocorrência de refluxo gastroesofágico, como obesidade e refeições grandes antes de dormir. Também, existem alguns alimentos que também aumentam as chances de uma pessoa ter refluxo, além de agravar a situação. Fritura, pimentas, chocolates são alguns destes alimentos. Confira abaixo mais sobre a alimentação ideal para amenizar ou até mesmo evitar o refluxo.

Refluxo Gastroesofágico

Quando mastigamos um alimento, ele passa, respectivamente, pela faringe, pelo esôfago e finalmente, cai no estômago. Nas situações em que o conteúdo do estômago volta repetitivamente do estômago para o esôfago, isto se configura no refluxo gastroesofágico.

Este refluxo pode causar azia, queimação, dor torácica, tosse seca, pneumonia, bronquites e asma. Sem dúvida alguma, o incômodo que o refluxo causa é grande. Porém, é importante que não haja a automedicação, pois pode prejudicar o tratamento. O tratamento do refluxo pode ser clínico, por meio de medicamentos que diminuem o pH estomacal, ou por meio de cirurgia.

Utilize alimentos naturais para evitar os refluxos.

Os alimentos naturais são essenciais para uma dieta balanceada e para evitar refluxos.

Porém, algo muito importante que também deve fazer parte do tratamento é uma alimentação balanceada e com acompanhamento nutricional. Muitos alimentos aumentam o pH estomacal e devem ser evitados. Abaixo iremos falar mais sobre a dieta não recomendada para pessoas com refluxo, além da dieta recomendada.

Quais alimentos devem ser evitados?

Alguns alimentos irritam as paredes do esôfago e do estômago, agravando o problema. Por isso, quem sofre com o refluxo deve evitar café, chá preto, bebida alcoólicas, chocolate, refrigerante e alimentos gordurosos. Você não precisa cortá-los de sua alimentação para sempre, mas sim consumi-los com cuidado e moderação. Também é interessante observar quais são os itens que mais irritam o seu organismo.

É recomendado que os alimentos que necessitam de muito tempo para serem digeridos, como linguiças, salsichas, bacon, carnes vermelhas e bacon, sejam evitados. Ademais, macarrão, arroz, farinha, pão, dentre outros alimentos com carboidratos simples, devem ser evitados. Eles diminuem a força com que o esfíncter funciona, prejudicando o fechamento da passagem entre o estômago e o esôfago.

Quais são os hábitos saudáveis e alimentos que fazem bem?

Apesar das causas do refluxo não serem bem conhecidas, alguns hábitos estão bastante relacionados com o aparecimento da doença. Entre eles estão a obesidade, o sedentarismo e o tabagismo. Por essa razão, o paciente com refluxo deve buscar melhorar seus hábitos, perder peso e deixar de fumar. A prática de exercício físico, a ingestão de água e uma boa alimentação são importantes no tratamento do problema.

É muito importante que as refeições não sejam volumosas, mas que na verdade sejam ingeridas em menores quantidade, entre duas e três horas. Além disso, para pessoas que já possuam refluxo, não é recomendado que a última refeição seja perto da hora de dormir. Comumente, ela deve ser feita há duas ou três horas antes do horário de dormir.

Não deve-se beber líquidos durante as refeições, mas é necessário beber água não-gaseificada ou sucos que não sejam ácidos entre elas. Uma boa dica é consumir chá de camomila durante o dia, para “acalmar” o estômago.

Assim como existem os alimentos que agravam o refluxo, existem também aqueles que ajudam a aliviar a queimação. Os produtos integrais, por exemplo, são ótimos para quem sofre com a doença. Frutas e verduras também são indicadas, principalmente se forem preparadas cruas. Abaixo iremos dar algumas dicas para cada refeição, confira.

Café da manhã: Leite desnatado, iogurte natural, pão integral, frutas vermelhas, torradas, mamão, banana, etc.

Lanche da manhã: Para o lanche da manhã, é recomendado uma refeição leve. Os alimentos ideais são pera, castanhas, ameixa, nozes e bolachas cream cracker.

Almoço: Peixes, cenoura, melancia, alface, tomate, milho, maçã, chuchu, abobrinha, feijão, arroz integral, etc. Não é recomendado consumir molhos prontos, como os de tomate.

Lanche da Tarde: Pão integral com ricota, requeijão light, iogurte com linhaça, etc.

Receitas e Naturais em seu email