Dicas Naturais, Remédios Caseiros

Receita Natural

Receita Natural

Plantas e Ervas ajudando em sua Saúde

Pesquisar

Poejo – Propriedades Medicinais

O poejo (Mentha pulegium) é uma das espécies mais conhecidas do género Mentha. Da família Lamiaceae, é uma perene cespitosa de raízes rizomatosas que cresce bem em sítios húmidos ou junto de cursos fluviais, onde pode ser encontrada selvagem entre gramíneas e outras plantas.

Trata-se de uma planta aroatica, de fácil cultivo e manipulação, utilizada à séculos na região do Mediterrâneo e Ásia Ocidental.

Os seus erectos talos quadrangulares, muito ramificados, podem chegar a medir entre 30 a 40 cm. As folhas são lanceoladas e ligeiramente dentadas, de cor entre os verdes médio e escuro. Dispõem-se opostamente ao longo dos talos. As diminutas flores rosadas nascem agrupadas em densas inflorescências globosas. (Fonte: Wikipedia)

A planta, muito comum em algumas regiões, pode ser encontrada em sua forma in natura, podendo ser cultivada em pequenos espaços, inclusive vasos,  ou em farmácias e casas do ramo, em cápsulas ou tintura (forma liquida).

É também conhecida como:

Poejo

Benefícios do Poejo

  • erva de são lourenço,
  • poejo das hortas
  • poejo real,
  • menta selvagem
  • menta silvestre

Propriedades principais:

O poejo atua como:

  • Digestivo;
  • Carminativo;
  • Expectorante;
  • Vermífugo;
  • Antiespasmódico;
  • Antisséptico;
  • Emenagogo.
  • Funciona ainda tônico:
    • Excitante;
  • É bom contra dores de barriga:
    • contra gases;
    • enjôo;
    • espasmos gastrointestinais;
    • colecistite;
  • Auxilia na ausência de menstruação;
  • Em dores histéricas;
  • Em forma de chá atua como expectorante nas bronquites.
  • Estimula o apetite
  • Possui ainda, propriedades repelentes, podendo ser macerada e passada na pele ou queimada em forma de incenso, afastando insetos indesejados.

Desde a Grécia antiga, a planta era utilizada como antisséptico para a eliminação de pulgas em cavalos e outros animais. O chá frio era passado nos pelos dos animais.

Ainda hoje, há quem afirme a eficácia da planta para espantar insetos e aracnídeos, colocando-se saches de poejo para impedir infestações.

Recentemente, Diara Rocha, uma pesquisadora do Instituto de Higiene e Medicina Tropical, situado na cidade de Lisboa em Portugal, descobriu que o poejo tem também propriedades capazes de  afastar o mosquito da Dengue, além de mostrar-se eficiente ainda, na eliminação das larvas.

Geralmente preparada em forma de chá ou infusão, o poejo pode ser associado a mel de abelhas, outras ervas ou especiarias, a fim de potencializar suas propriedades.

Embora o uso mais comum seja o chá, o ideal é preparar a infusão, para que o aquecimento excessivo da água não elimine substâncias essenciais da planta.

Anote a receita:

  • 02 (duas) colheres de sopa de folhas frescas de poejo, ou 01 (uma) colher de folhas secas;
  • 1/2 (uma e meia) xícara de chá de água mineral ou filtrada;
  • o açúcar à gosto pode ser adicionado, mas não é recomendado.

Modo de preparo:

Em um recipiente, aqueça a água. Desligue o fogo antes que entre em ponto de ebulição.

Adicione o poejo, tampe o recipiente e aguarde pelo menos 5 minutos antes de consumir.

 

Modo de consumo:

Adultos: 01 (uma) xícara de chá ao dia, pela manhã, em jejum ou antes de dormir.

Embora seja bastante utilizado como vermífugo, o consumo, neste caso, é contraindicado, principalmente para crianças, tendo em vista que a eliminação dos vermes pode ocorrer de forma perigosa e arriscada. O chá pode ser usado como vermífugo para animais de médio porte, apenas.

 

Cuidados e precauções:

O chá de poejo é  contraindicado para mulheres grávidas, principalmente no primeiro  trimestre da gestação. Não deve ser consumido continuamente ou em quantidades abusivas, podendo, nestes casos, causar intoxicação.

 

Compressas:

Compressas realizadas com infusão forte de poejo ou através da maceração da planta, são utilizadas para aliviar dores reumáticas

É importante lembrar que mesmo os remédios caseiros podem apresentar efeitos colaterais e não devem ser utilizados em substituição à outros medicamentos sem autorização médica.

 

Foto do poejo por Quinta do Sargaçal

Mais Receitas e Dicas Naturais

Receitas e Naturais em seu email