Função das plantas medicinais

Os homens utilizam os poderes curativos das plantas desde os tempos mais remotos. As sociedades primitivas, em busca de alimentos ou cura para problemas de saúde, foram descobrindo as ervas venenosas, as poderiam ser consumidas e aquelas que tinham propriedades medicinais. Esse conhecimento foi passado de geração em geração, até que chegasse até nós. No Brasil, os indígenas foram os principais responsáveis por desvendar as propriedades de nossa flora. Até os dias atuais, os índios utilizam as plantas e ervas para tratamento de doenças, em rituais realizados pelo pajé de cada tribo.

Hoje em dia, as pesquisas científicas buscam comprovar a eficiência do uso de plantas no tratamento de doenças. Diversos estudos revelam que uma vasta gama de ervas possui substâncias que podem sim atuar no combate e prevenção de problemas de saúde. Nessas pesquisas, os cientistas analisam as substâncias encontradas nessas plantas e isolam seus princípios ativos. Desse modo, conseguem descobrir para que servem as diferentes plantas.

Para que servem as ervas

Plantas Medicinais

Como funcionam as ervas medicinais

Com o intuito de facilitar o conhecimento sobre as plantas medicinais, é comum dividi-las em grupos, tomando como base suas funções em nosso organismo. As substâncias ativas das plantas vão atuar diretamente em alguns órgãos ou sistemas do corpo humano. Determinada erva pode ser mais eficiente no tratamento de problemas respiratórios, enquanto outra vai combater doenças relacionadas ao sistema digestivo, por exemplo. Claro que uma mesma planta pode atuar em diferentes partes do organismo, mas conhecer bem as propriedades e funções das plantas possibilita que façamos um melhor uso dessas riquezas naturais.

Propriedades das plantas

De acordo com essa propriedades, podemos classificar as plantas. O coentro, por exemplo, é uma planta aperiente, pois desperta o apetite. Já a hortelã é carminativa, ou seja, combate o acúmulo de gases no intestino e no estômago. O alho, por sua vez, é expectorante, uma vez que suas substâncias ajudam a eliminar a mucosa das vias respiratórias.

As plantas também podem ser: antissépticas, adstringentes, béquicas, calmantes, carminativas, diuréticas, emenagogas, emolientes, estimulantes, febrífugas, laxativas, resolutivas, sudoríficas, tônicas, vulnerárias, entre outras funções. Cada uma dessas propriedades diz respeito a uma parte ou sistema do organismo, e serve para o tratamento de doenças específicas. Nos próximos textos, falaremos um pouco mais sobre cada uma dessas propriedades, explicando como funcionam, em que doenças devem ser utilizadas e quais plantas possuem essas características.


Pesquisar
Pesquisa personalizada
Receitas e Naturais em seu email
Email

Receita Natural em seu e-mail!

Cadastre-se e receba nossos artigos.



Fechar