Dicas Naturais, Remédios Caseiros

Receita Natural

Receita Natural

Plantas e Ervas ajudando em sua Saúde

Pesquisar

Para que Serve o Cominho?

Basta chegar na sessão de temperos de um supermercado, para se deparar com uma infinidade de condimentos, rotulados por diversos nomes. As nomenclaturas exibem nomes populares e muita gente ainda se vê perdido, entre tantas opções. um exemplo é o cominho, conhecido pelo nome científico Cuminum cyminum. A planta também é conhecida pelos nomes de cuminho, falso-anis, alcarávia e cariz. Com tantas nomenclaturas das ervas naturais variando de cidade a cidade, pode até ser complicado levar à mesa o sabor e aroma marcante, liberado pela planta.

Além da variedade de nomes, vária também, as versões históricas, sobre a origem do cominho. Acredita-se que a planta esteja presente na culinária mundial, desde os princípios da história da humanidade, um vez que há registros de sementes de cominho encontradas num túmulo funerário egípcio, datado de 3.700 a.C. Desde então, o cominho tem sido utilizado em diversos pratos e por diferentes culturas. Os árabes, por exemplo, foram o pioneiros a fazerem com que o condimento chegasse até a Europa e, em seguida, se disseminasse pelo restante do mundo.

Além de ter conquistado a cozinha, o cominho vêm despertando o interesse de pesquisadores que acreditam na eficácia das propriedades medicinais presentes na planta. Estudos revelam que o cominho é fonte de minerais essências para o funcionamento do nosso organismo, além de minerais e outras estruturas que atuam na defesa do corpo humano.

Cominho

Cominho: árvore, sementes e flores

Benefícios do Cominho

O cominho é rico em ferro e, por isso, é capaz de auxiliar da formação das hemoglobinas prevenindo a anemia. A planta também é fonte de fósforo – um forte aliado para regular os índices do organismo humano, principalmente no que está relacionado aos ossos. Além disso, também está presente na planta a vitamina E –  que atua na prevenção de doenças cardiovasculares e do sistema imunológico, além de promover o rejuvenescimento da pele e o aumento energético do corpo humano.

O consumo das sementes de cominho, também, propicia o fortalecendo o sistema de defesa do organismo humano, prevenindo a aparição de doenças e auxiliando no processo de desintoxicação do organismo. O cominho também a melhora a digestão ao favorece a absorção de nutrientes durante o processo digestivo, aliviando cólicas intestinais e ajudando na eliminação dos gases. O cominho também estimula o bom funcionamento do fígado que metaboliza e armazena nutrientes, que em seguida, são liberados de volta para o organismo.

A planta ainda possui propriedades antissépticas, bactericidas e fungicidas, podendo ser utilizado no tratamento de feridas, bem como expectorante, contribuindo para a eliminação de catarro em casos de bronquite e tosse. Além de prevenir inflamações por meio de bactérias e o contágio ou proliferação de fungos, pelo organismo. Todos esses benefícios podem ser obtidos pelo consumo das sementes em sua forma in natura, por meio do óleos essenciais ou de chás.

Contra-indicação: Apesar de ter diversas propriedades benéficas ao bom funcionamento do organismo humano, o uso da semente deve ser evitado por mulheres grávidas, pois há relatos de que substâncias contidas na planta podem levar ao aborto. Além disso, se consumido em excesso, o cominho pode se tornar tóxico para o organismo humano. Por isso, o ideal é utilizá-lo em pequenas quantidades como tempero e nunca abusar do consumo de chás e licores feitos a partir do cominho.

Mais Receitas e Dicas Naturais

Receitas e Naturais em seu email