Dicas Naturais, Remédios Caseiros

Receita Natural

Receita Natural

Plantas e Ervas ajudando em sua Saúde

Pesquisar

Quais são as causas do corrimento vaginal? Como tratar naturalmente?

A saúde da mulher deve ser tratada com muitos cuidados. É importante ficar atenta aos sinais do seu corpo, para detectar e prevenir algumas doenças. As mulheres têm um corrimento vaginal natural, que é importante para manter a lubrificação da vagina. Esse corrimento é incolor e não tem cheiro. Se você observa somente este tipo de corrimento, não é preciso ficar preocupada.

Porém, se o corrimento tem um odor forte e alguma coloração, é preciso ficar atenta, pois ser causado por alguma doença. Pode ser sinal de candidíase ou tricomoníase ou a presença de alguma doença sexualmente transmissível como gonorreia.

Veja as possíveis causas do corrimento vaginal, de acordo com a cor:

Corrimento Branco

Quando o corrimento é branco e mais espesso, com a aparência de leite coalhado, e vem acompanhado de coceira, vermelhidão, ardor nas relações sexuais, pode ser sinal de Candidíase, uma doença causada pela presença do fungo Candida albicans.

É muito importante procurar um médico ginecologista, para que ele possa fazer o diagnóstico correto e receitar o melhor tratamento. Mas a medicina popular sempre pode nos ajudar a tratar a maioria das doenças. Veja aqui um tratamento natural para a Candidíase.

Corrimento Amarelo

Se você notar um corrimento amarelo-acinzentado ou amarelo-esverdeado, acompanhado de um forte odor, semelhante ao cheiro de peixe podre, e dor na hora da relação sexual, pode ser sinal de Tricomoníase, uma infecção vaginal que é sexualmente transmissível. Se esse corrimento tiver aparência de pus, pode ser sinal de Clamídia, outra doença sexualmente transmissível. Por isso, para evitar qualquer uma dessas doenças, causadoras de corrimento, o mais importante é sempre usar preservativo, em todas as relações sexuais.

Também é aconselhável usar calcinhas de algodão, ao invés de tecidos sintéticos. Além disso, para que a vagina possa “respirar”, é aconselhável usar roupas mais largas, que não apertem a região íntima.

Para esse tipo de corrimento, você pode usar banhos com chá de folha de goiabeira. Veja como fazer!

O chá de folha de goiabeira é indicado para tratar os corrimentos brancos ou amarelos

Ingredientes

  • 30 g de folhas de goiabeira
  • 1 litro de água

Como Preparar

Ferva a água e, depois de desligar o fogo, acrescente as folhas de goiabeira. Abafe por 3 a 5 minutos. Depois é só coar e esperar amornar. Use o chá para lavar toda a região íntima, Faça isso três vezes ao dia. Se não melhorar, consulte um médico novamente.

Corrimento Marrom ou com Sangue

Se você notar a presença de sangue na calcinha, fora do seu período menstrual, procure imediatamente o seu médico. Esse corrimento marrom, acompanhado de sangue, pode indicar a presença de gonorreia, uma doença sexualmente transmissível, que pode também causar dor e ardência ao urinar.

A gonorreia também é causada por uma bactéria, que pode ser passada de uma pessoa a outra através da relação sexual, e também através do uso de lingerie de outra pessoa.

O corrimento marrom também pode ser sinal de câncer da vagina, do colo do útero ou do endométrio, sendo por isso importante consultar o ginecologista quando os sintomas surgem.

Nesse caso, o tratamento é feito com antibióticos, receitados pelo médico.

Se você está próxima ao seu período menstrual, é comum ocorrer um corrimento marrom. Nesse caso, não é motivo de preocupação.

Corrimento Rosado

O corrimento rosado pode ser sinal de gravidez. É que quando o espermatozoide penetra no óvulo e o mesmo se desloca para o útero, há uma mistura de sangue com secreção normal do útero, causando esse corrimento rosado, que pode durar até 6 dias. Normalmente ocorre a partir do momento da relação sexual, até 3 dias após. Nesse caso, faça um teste de gravidez.

Corrimento na Gravidez

Durante a gravidez, qualquer tipo de corrimento deve ser observado com mais cuidado. Procure seu médico, para saber imediatamente o motivo do corrimento e fazer o tratamento correto, para não prejudicar o bebê.

Mais Receitas e Dicas Naturais

Receitas e Naturais em seu email