Gargarejo de vinagre e sal (Gargarejos)

Prezados, depois de postar o gargarejo para dor de garganta, o leitor Adail Rodrigues nos lembrou da dificuldade encontrar a flor de maracujá. Pensando nisso, ele compartilhou uma receita que vamos publicar a baixo. A receita, segundo ele é que é tiro dado bugio deitado (veja o significado no Dicionário do dialeto gaúcho) para dores de garganta.

Agradecemos a participação do leitor Adail Rodrigues.

Indicação

O gargarejo para dor de garganta com sal e vinagre é indicado para o início de inflamações na garganta, antes da formação de placas. O sal e o vinagre juntos atuam como agente anti-inflamatório e antibacteriano.

Outra razão pela qual este procedimento alivia as dores da garganta inflamada é que o sal ajuda a limpar a mucosa da garganta e diminui a inflamação. Mas é importante seguir a recomendação de uso e não fazer muitos gargarejos para não irritar a mucosa.

Vinagre

Remédio para Dor de Garganta

Você vai precisar de:

  • Um copo médio de água
  • Três colheres de sopa de vinagre (de vinho ou de álcool)
  • Duas colheres de chá de sal

Modo de Preparo:

Aqueça e mexa bem os ingredientes.

Posologia

Faça gargarejos durante o dia e, especialmente, antes de dormir e de manhã quando levantar, no máximo em dois dias a dor deverá ter desaparecido. Se em três dias não desaparecer, procure um médico.

Não faça mais que três gargarejos por dia para não causar irritação e ressecar ainda mais a garganta.

Como Evitar Dores de Garganta

Principalmente durante os dias secos do inverno, as gargantas ficam mais susceptíveis à inflamações. Uma forma de evitar irritações na garganta é hidratar bastante, tomando muita água durante todo o dia. O ideal é tomar cerca de dois litros de água durante o dia. No verão, a gente consegue se lembrar disso, o problema é que no inverno o tempo já é seco, devido à falta de chuvas, e a poeira e a poluição ficam suspensas no ar, e como não está quente, a gente se esquece de beber água.

Além da poeira, muitos vírus ficam também transitando pelos ambientes que estão constantemente fechados, agravando o risco de contágio. Mesmo que o vento esteja frio, abra as janelas da casa pela manhã para deixar a casa arejada, nos transportes coletivos, se possível mantenha janelas abertas também.

Evite exposição à friagem, e sempre use cachecóis para proteger o pescoço durante saídas à noite com baixas temperaturas. Sempre que possível chupe balas de gengibre ou hortelã e evite o álcool e o fumo. Comer maçãs também ajuda a limpar a garganta.

Não faça esforços vocais como gritar ou falar alto ou falar por muito tempo sem hidratar com água.

Com esses cuidados, é possível passar pelo inverno ileso de uma garganta infeccionada.

Nos casos mais graves, o médico deve ser consultado para que seja prescrito um analgésico e um antibiótico.

Foto do vinagre por Rua direita