Dicas Naturais, Remédios Caseiros

Receita Natural

Receita Natural

Plantas e Ervas ajudando em sua Saúde

Pesquisar

O que é Câncer de Pele?

Sempre que ouvimos ou lemos a palavra câncer, já ficamos um pouco assustados. Afinal, essa é uma das doenças que mais mata no mundo e os meios de tratamento nem sempre são eficazes. No entanto, em relação ao câncer de pele, vale destacar que cerca de 97% dos casos podem ser tratados. Por isso, é muito importante que as pessoas conheçam mais sobre o problema e aprendam a preveni-lo e diagnosticá-lo precocemente.

Câncer de Pele

Em caso de dúvida, procure um médico!

Entendendo a Doença

O câncer de pele é o câncer mais comum, com 60% de toso os casos. Ele é um tumor formado pela produção anormal e desordenada das células da pele. A forma mais perigosa é conhecida como melanoma, mas representa somente 5% dos casos. Já o tipo mais comum – cerca de 75% dos casos – é o carcinoma basocelular e é bem menos agressivo.

No Brasil, estima-se que 100 mil novos casos da doença ocorram anualmente. 1/3 dessas pessoas tem histórico de câncer de pele na família, segundo o Instituto Nacional do Câncer. Diferentemente dos outros tipos de câncer, o de pele atinge a população mais jovem (entre 20 e 35 anos) e até mesmo crianças e adolescentes.

Causas do Problema

Como vimos, os fatores genéticos são preponderantes para o aparecimentos do câncer de pele, mas existe uma outra causa de grande relevância: a exposição ao sol. Pessoas que tomam muito sol ao longo da vida sem a devida proteção estão bem mais propensas a desenvolver os tumores. Além disso, o fumo pode dobra o risco de câncer de pele, revelando que  a precaução pode ser uma excelente forma de evitar o problema.

Autoexame

As manchas que aparecem em nossa pele são indicativos que algo errado está ocorrendo. Por isso, os dermatologistas aconselham que as pessoas sempre observem pintas, verrugas e sinais. Elas se tornam perigosas quando:

  • mudam de cor;
  • sofrem alterações no tamanho;
  • se tornam desformes;
  • perdem o contorno.

Protetor Solar

A maneira mais básica de se evitar um câncer de pele é se protegendo do sol. Mas nem sempre isso é o suficiente, mas é o mínimo que todas as pessoas devem fazer. Muita gente lembra de usar o protetor solar quando vai, de fato, se expor ao sol; imagina que é necessário apenas na praia ou no clube. Mas esquece que aquele sol que você pega no ponto de ônibus é o mesmo de quem está na praia.

Todo mundo deveria tornar um hábito o uso de filtro solar. Assim como você não sai de casa sem escovar os dentes ou sem vestir uma blusa, você deveria sentir que está saindo pelado se não tiver feito o uso do protetor. O protetor deve ser passado em todas as áreas que ficarão expostas ao sol e não apenas no rosto como a maioria pensa. Se seus braços, colo, pernas ficarão expostos, você deve protegê-los também.

Lembrando que as mãos são sempre as primeiras a mostrarem os sinais de envelhecimento e portanto merecem atenção especial. Como no dia a dia a maior parte do nosso corpo fica protegida pelas roupas, a preocupação maior com certeza deve ser com o rosto mesmo.

Um protetor solar de qualidade é um artigo caro, e isso faz  as pessoas se assustarem, não comprar e não usar. Mas é importante lembrar que o investimento na saúde é sempre válido. Além de se proteger de um possível câncer de pele, o uso regular do protetor evita manchas de velhice e manchas como melasmas, aquelas manchas escuras no rosto, que geralmente dá na gravidez ou pelo uso de anticoncepcional.

Existem vários protetores bons no mercado e o importante é comprar um de acordo com seu tipo de pele. Há quem tenha a pele oleosa, quem tem a pele seca, e com isso você vai optar se compra com ou sem a descrição oil free (sem óleo). Uma opção para peles oleosas é também os protetores solar em gel.

Para o rosto quanto maior o fator de proteção solar (FPS) melhor, e para as mulheres uma boa opção é o protetor solar com cor. Os chamados protetor solar com base. Isso porque, além da proteção do FPS, ele ainda tem a barreira física causada pela cor do produto.

Os melhores protetores solares hoje são o Minesol da Roc FPS 70 com oil control, ele também tem a opção antioxidante, ou actif unif que é bem sequinho, ótimo para peles com acne.

O da Neutrogena Age Shield face oil free lotion com fator 110, e ele é ótimo para quem pratica esportes pois é muito resistente na água.

Outro protetor solar excelente é o Heliocare Max Defense FPS 90 e em gel. Ele tem Fernblock®XP que é um composto de  ácido ferúlico, ácido cafeico e chá verde. Esta marca é muito conhecida na Europa e este protetor especificamente foi feito para o Brasil, por sermos um país tropical com incidência maior de sol. Ele também é antioxidante e protege o envelhecimento da pele. Ele ainda tem Z-cote® que é como se fosse uma base, uma barreira física, ele tem cor mas não dá cor mas este produto aumenta ainda mais a barreira de proteção. É ideal para quem tem melasma.

Para quem quer um protetor solar com cor, com base que funciona como maquiagem também a opção é Photoage Mineral Color FPS 50 da Dermage. Outra opção é o Episol Color.

E uma ótima dica é usar o Pó Compacto da Dermage com FPS 50. O uso do protetor solar em pó é indicado para quem tem preguiça de retocar o protetor solar durante o dia. A gente acaba ficando com preguiça de lavar o rosto no meio do dia, e reaplicar o protetor. E o pó compacto é mais fácil de fazer esse retoque.

Existem outros protetores bons também como os da Vichy, Anthelios da La Roche Posay, Helioblock.

Já os protetores de Natura, Avon, Mary Kay, Sundown e similares, não são muito recomendados pelos dermatologistas. E é sempre bom lembrar que não devemos economizar na quantidade, senão não adianta, não protege.

Mais Receitas e Dicas Naturais

Receitas e Naturais em seu email