Dicas Naturais, Remédios Caseiros

Receita Natural

Receita Natural

Plantas e Ervas ajudando em sua Saúde

Pesquisar

Mel e Diabetes

Juntamente com o diagnóstico do diabetes vem a recomendação de uma dieta moderada em açúcar. Como o diabetes indica uma dificuldade na metabolização da glicose, é importante que o paciente reduza a ingestão de alimentos açucarados para controlar o índice glicêmico. Daí surge dúvida: o que é permitido e o que é proibido na alimentação dos diabéticos?

O mel é um dos alimentos mais polêmicos. Muitos afirmam que, por ser natural, a mistura produzida pelas abelhas não faz mal à saúde. Porém, ela é rica é diferentes tipos de açúcar e, portanto, pode contribuir para a elevação dos níveis de glicemia. Mas afinal, será que os diabéticos podem comer o mel de abelha?

Mel de Abelha

Mel: saudável para todos?

Consumo de Mel por Diabéticos

Antes de mais nada, é preciso esclarecer que somente um nutricionista pode prescrever a dieta ideal para quem sofre com o diabetes. Ao receber o diagnóstico da doença, é importante que a pessoa procure um especialista, tire suas dúvidas e explique sobre seus hábitos alimentares. Dessa forma, o profissional da nutrição poderá elaborar um cardápio adequado, bem como tentar manter alguns dos alimentos preferidos do paciente, desde que em pequenas quantidades.

Assim, o consumo de mel por diabéticos deve ser acompanhado pelo nutricionista. Em alguns casos, o diabético poderá usá-lo no preparo de alguns alimentos, seguindo as recomendações de quantidade estabelecidas pelo especialista. Tudo irá depender dos níveis da glicemia no sangue e também do tipo de diabetes apresentado pelo paciente.

É importante salientar ainda que, salvo raríssimos casos, a ingestão do mel puro não é recomendada aos diabéticos, pois ele é rapidamente absorvido pelo organismo e pode elevar o índice glicêmico em pouco tempo. O mito de que o diabético precisa comer um pouquinho de açúcar regularmente para estimular a produção de insulina também é desmentido pelos médicos.

Prefira os Adoçantes

Apesar de alguns estudos mostrarem que o consumo da substância pode ser prejudicial, a melhor solução para os diabéticos é mesmo o adoçante. Além de não interferir na glicose, o adoçante evita a obesidade, melhorando o quadro do diabetes. A dica é seguir a recomendação do nutricionista e não abusar na quantidade. Os adoçantes à base de stévia, como mostramos recentemente, também são uma opção para o portador da doença crônica. Converse com seu médico para escolher a alternativa mais saudável.

Receitas e Naturais em seu email