Dicas Naturais, Remédios Caseiros

Receita Natural

Receita Natural

Plantas e Ervas ajudando em sua Saúde

Pesquisar

Chás Emagrecedores sem erro

Muita gente começa a tomar algum chá para emagrecer e logo reclama que ele não está fazendo efeito algum. O grande problema, na maior parte dos casos, é que as pessoas esperam que os chás sejam milagrosos. Porém, nenhuma erva, nem mesmo a mais eficiente, ira ajudar no emagrecimento se você não fizer a sua parte. Os chás devem ser consumidos juntamente com uma dieta balanceada e com índice calórico reduzido.

Outro problema bem frequente é o erro no preparo dos chás. Para que eles tenham realmente todas as propriedades que sempre ouvimos falar, é preciso seguir orientações de preparo bem específicas e procurar ervas de boa procedência.

O chá verde, por exemplo, que é muito usado nas dietas de emagrecimento, não pode ser feito com água fervente. A temperatura ideal da água para fazer o chá é em torno de 77º. Assim, se você acaba de ferver a água e despeja sobre a erva, pode comprometer o poder ativo das substâncias benéficas.

Existem ainda outros erros que vale a pena conhecer:

Água no Microondas

A água aquecida no microondas é igual a água que fervemos no fogão? Não exatamente.

O problema do microondas é que ele não conseguimos controlar a temperatura final da água. Ela aquece mais rapidamente, mas também esfria em pouco tempo. Por isso, os chás feitos com água fervida no microondas podem não oferecer os mesmos benefícios daqueles que utilizaram o fogão convencional. Dê sempre preferências a uma chaleira e o fogão mesmo, de forma tradicional.

Chá Para Emagrecer

O preparo correto dos chás é fundamental para que eles realmente ajam como emagrecedores

Chá de Sachê

Os chás que vemos nos supermercados não são tão ricos em propriedades quanto a erva pura.

Acontece que essas ervas podem ser misturadas a outras e o controle sobre isso não é nada rigoroso. De modo geral, os chás de sachê não são vistos como medicinais, mas sim como alimentos comuns para satisfazer nosso paladar, que consumimos no dia-a-dia. Para aproveitar o melhor das plantas, a dica é ir até um bom herbanário e adquirir a erva seca, que poderá ser usada no preparo de chás por meio de infusão.

Sempre há, em toda vizinhança alguma loja de produtos ou alguém que cultiva determinada erva. Vale a pena procurar.

Água Quente Demais

Comentamos antes sobre o chá verde, mas ele não é o único que tem sensibilidade às temperaturas altas. Outro chá que perde seu potencial emagrecedor se for feito com água muito quente é o de gengibre, conhecido por acelerar o metabolismo.

A dica é sempre verificar antes como o chá deve ser preparado de forma correta e seguir as instruções. Alguns devem ser fervidos junto com a água, outros podem ser feitos com água fervente e existem ainda os que exigem água menos quente. Tudo isso deve ser observado.

Exagero na Dose

Os chás são benéficos, mas possuem instruções de uso como um medicamento. Inclusive, muitos podem ter efeitos colaterais indesejáveis.

Um exemplo clássico é o chá de camomila, que tem efeito calmante, mas pode provocar ansiedade e nervosismo se for tomado em excesso. Exatamente o oposto do desejado. Na hora de fazer o chá, não adianta pensar que colocar mais erva do que o indicado vai potencializar o efeito emagrecedor. É preciso seguir à risca as quantidades indicadas e não tomar em excesso no decorrer do dia.

Não Diferenciar Infusão e Decocção

Os processos de preparos de chás podem ser divididos em dois tipos: infusão e decocção. A infusão consiste em colocar a erva em água quente e abafar. Já na decocção, a planta precisa ser cozinhada no fogo juntamente com a água.

Quando você usa uma semente ou uma raiz, é preciso recorrer à decocção. Já para folhas e flores, a regra geral é a infusão. Por exemplo, o chá de canela, usada para o emagrecimento, é feito com a casca da árvore e, por isso, ela precisa ser cozida para liberar as substâncias ativas.

Receitas e Naturais em seu email