Chá para Tratamento de Varizes (Chás / Compressas)

Além do problema estético, varizes não são benéficas à saúde. Para explicar, grosso modo, varizes são veias que se dilatam desenvolvendo-se sob a superfície da pele, sobretudo nos membros inferiores, as pernas. Aqui veremos um chá para o tratamento das varizes, a base de mil folhas, ele será usado tanto interna, quanto externamente. Se o problema são as micro varizes, saiba como utilizar laranjas para o tratamento das micro varizes.

Mil Folhas

Você vai precisar de:

  • Duas colheres de sopa de flores de mil folhas
  • Um litro de água

Modo de Preparo:

Ferva as flores de milefólio na água por cerca de cinco minutos. Depois, coe o chá.

Posologia

Beba uma xícara do chá pela manhã, em jejum, e a outra xícara à noite. Utilize o chá para compressa também, duas vezes por dia a qualquer momento.

Cuidados

  • Gestantes devem evitá-lo
  • O contato direto com o sol após a aplicação na pele também não é aconselhável.

Informações Adicionais

Além do tratamento caseiro e natural para varizes, existem outros tratamento menos invasivos que a cirurgia. No caso das micro varizes, o mais comum é o procedimento de queimar os vasinhos com laser. Mas só um médico angiologista ou cirurgião vascular poderá indicar qual a melhor técnica para cada tipo de vasos. Em muitas situações, mais de uma técnica será usada, de acordo com o tipo de varizes.

Em alguns casos o laser é usado para cirurgia em veias mais grossas, a técnica é chamada de cirurgia de varizes com laser endovenoso

Outro método muito usado é o tratamento com espuma, chamada de escleroterapia, ou aplicação em vasinhos. Neste caso um remédio com aspecto de espuma que vai ser aplicado através de agulhas diretamente nos vasos a serem eliminados. O remédio faz com que o vasinho desapareça. Essa técnica é segura desde que seja feito apenas nos vasinhos fininhos, nas veias maiores ele não deve ser aplicado pois pode gerar edemas, manchas escuras e até mesmo trombose. É importante também que seja feito em várias sessões para que o paciente tolere bem o volume de remédio, que na maioria das vezes é a glicose. Por isso, diabéticos devem informar sua condição ao médico.

O número de sessões poderá ser reduzido, desde que a técnica usada seja a Crioescleroterapia, que é parecida com a escleroterapia, porém o remédio (esclerosante) está a uma temperatura de menos de 40 graus negativos, potencializando os efeitos positivos e reduzindo os efeitos negativos.

Alguns casos são tratados com cirurgia de retirada da veia, e o tempo de recuperação passa a ser maior, assim como os cuidados a serem tomados.

Os planos de saúde cobrem o tratamento de varizes quando é tido que é por questão de saúde e não apenas estética,  o mesmo acontece com o SUS. Mas para saber se o problema é só estético ou não, exames de imagens, como o Eco-Doppler ou Ultrassom Vascular.