Dicas Naturais, Remédios Caseiros

Receita Natural

Receita Natural

Plantas e Ervas ajudando em sua Saúde

Pesquisar

Benefícios da Alimentação Saudável

A cada dia um novo estudo científico revela a importância de um ou mais alimentos para a nossa saúde. Os cientistas não têm dúvida que a alimentação está diretamente relacionada com a prevenção de doenças e melhoria da qualidade de vida. Por um lado, várias coisas que comemos trazem malefícios para o organismo. Por outro, uma série de alimentos são capazes de estimular o bom funcionamento do corpo humano e impedir o surgimento de problemas de saúde.

Benefícios da Alimentação Saudável:

  • Aumenta as defesas naturais do organismo, ajudando na prevenção de doenças;
  • Combate as infecções que estão relacionado a vários problemas de saúde;
  • Dá mais energia para a realização de tarefas do dia-a-dia;
  • Reduz a sensação de cansaço após um longo dia de trabalho;
  • Diminui a depressão e os sintomas do estresse;
  • Retarda o envelhecimento das células;
  • Melhora a circulação sanguínea;
  • Regula os níveis de diversas substâncias do nosso organismo, sejam elas benéficas ou maléficas;
  • Torna a pele, os cabelos e a aparência de um modo geral melhores.

Malefícios da Má Alimentação:

  • Aumenta o peso, trazendo consequência para todo o corpo;
  • Causa mau humor;
  • Amplia a sensação de cansaço e a falta de disposição;
  • Diminui a memória e a concentração;
  • Provoca inflamações crônicas;
  • Torna maior o risco de aparecimento de diversos tipos de câncer;
  • Acarreta doenças como as cardiovasculares e o diabetes;
  • Prejudica a pele, as unhas e os cabelos;
  • Traz distúrbios do sono.

Como Comer Bem?

Alimentação Saudável

Alimentação Saudável

A gente já sabe minimamente o que faz bem e o que faz mal. Porém, a correria cotidiana dificulta que as pessoas se alimentem de maneira adequada. Na pressa, as refeições mais importantes são substituídas por lanches cheios de calorias e pouco nutritivos. A grande oferta de alimentos industrializados também aumenta o problema, uma vez que temos cada vez mais acesso a bolachas, doces, frituras e outros produtos que só trazem malefícios.

O segredo para uma boa alimentação está no consumo de alimentos variados, que possam oferecer ao organismo todos os nutrientes necessário para que ele desempenhe suas funções. Os carboidratos são responsáveis por garantir a energia exigida pelo corpo; as proteínas atuam na formação e reparo dos tecidos; frutas e vegetais oferecem vitaminas e sais minerais que estimulam diversas funções vitais e alimentam as células; há ainda as fibras, gorduras e antioxidantes, todos com algum papel fundamental para a vida humana.

Importâncias da Proteínas

Em nosso organismo, as proteínas ajudam a manter o sistema imunológico fortalecido. Por isso, a falta desse nutriente pode facilitar o aparecimento de infecções. Elas são encontradas em todos os tipos de carne (peixes, aves, vermelha e etc.), além de ovos, produtos lácteos, nozes, feijão, ervilha, lentilha e soja. A principal fonte do nutriente são de origem animal e por isso devemos estar atentos às gorduras contidas nesses alimentos. O ideal é sempre optar pelas versões magras das carnes, iogurtes e leite desnatados, bem como queijos brancos. Nesses produtos, a quantidade de gordura é menor e podemos encontrar boas quantidade de proteínas.

Importância das Gorduras

A gente tende a acreditar que todas as gorduras são prejudiciais, mas isso não é verdade. Elas são fundamentais para manter a temperatura corporal, além de ajudarem no transporte e absorção de vitaminas. A gordura também serve como reserva calórica – pois nosso corpo está preparado para se proteger de situações em que falte alimentos. O nosso organismo produz grande quantidade de gordura para funcionar adequadamente. O restante é adquirido por meio da alimentação.

É importante, portanto, que comamos alimentos que contenham gorduras. Porém, devemos observar o tipo de gordura oferecida e a quantidade ingerida. Existem as chamadas “gorduras boas” e as “gorduras ruins”. Quando há um desequilíbrio entre elas, surgem os problemas de colesterol e triglicerídeos altos. Pensando nesses problemas, os melhores tipos de gorduras são as monoinsaturadas e as polinsaturadas. As gorduras trans e saturadas são prejudiciais e devem ser consumidas com moderação.

  • Gorduras Monoinsaturadas – são encontradas em óleos de origem vegetal, como o azeite de oliva, o óleo de canola e óleo de amendoim;
  • Gorduras Polinsaturadas – também estão presentes nos óleos vegetais, como o de milho, o de girassol e o de cártamo, bem como nos frutos dos mar;
  • Gorduras Saturadas – são comuns nos produtos de origem animal, como carnes, leite, queijo e manteiga. Existem também óleos vegetais que contêm esse tipo de gordura, como o óleo de coco e o de palma;
  • Gorduras Trans – as gorduras trans são as piores para o nosso organismo, pois diminuem os níveis do bom colesterol e aumentam os do mau colesterol. A gordura vegetal, oriunda da transformação de óleos vegetais, é a principal fonte de gordura trans. Ela é encontrada em salgadinhos, bolachas e outros produtos industrializados.

Importância dos Carboidratos

Carboidratos

Carboidratos

Assim como um carro precisa de gasolina para funcionar, nosso organismo precisa dos carboidratos. São esses nutrientes que garantem a energia que precisamos para respirar, caminhar, piscar ou desempenhar qualquer outra atividade. Isso quer dizer que os carboidratos são essenciais, mas muitas pessoas acabam encarando-os como vilões por causa da possibilidade de ganho de peso. Quando consumimos mais calorias do que precisamos, o organismo cria reservas energéticas, levando ao acúmulo de gorduras e consequente engorda. Assim, não é o consumo de carboidratos que faz engordar, mas sim a ingestão do nutriente em excesso.

Outra questão relacionado aos carboidratos é a escolha dos alimentos. A gente come muito pão, arroz, massa e outros alimentos ricos em carboidratos e calorias, mas pobres em nutrientes. Por isso, tem se falado muito dos alimentos integrais, que preservam vitaminas, fibras e minerais dos grãos de que são feitos. Esses produtos são melhores fontes de carboidratos porque são mais completos, dificultam a absorção de gorduras e facilitam a digestão. Boas opções de alimentos são os grãos integrais, como aveia, quinoa, cevada e arroz integral, legumes e raízes ricas em amidos, além de produtos feitos com esse ingredientes.

Sobre as fibras: Apesar de não serem digeridas pelo organismo humano, as fibras têm papel importante na digestão e bom funcionamento do trânsito intestinal. As do tipo insolúvel colaboram para que o bolo fecal seja transportado para fora do intestino. Já as do tipo solúvel aumentam o tempo em que os nutrientes ficam dentro do estômago, melhorando a digestão e a absorção de nutrientes. Além dos carboidratos complexos, é possível encontrar fibras em frutas, verduras e outros alimentos.

Importância da Água

E já que falamos de fibras, é importante mencionar a água. Não restam dúvidas de que esse líquido é fundamental para a nossa vida. Cada uma das células do nosso corpo necessitam de água para funcionar. Por isso, uma pessoa adulta deve beber no mínimo 8 copos de água diariamente. Os alimentos ricos em fibras precisam da presença de líquidos para que possam atuar de modo benéfico. Além disso, vale lembrar que a falta de água no corpo pode ocasionar a desidratação e sintomas como: cansaço, falta de disposição, boca e pele secas. Quando estamos com febre, diarreia ou enjoo, é preciso aumentar a quantidade de água ingerida para garantir a hidratação do organismo e impedir o surgimento desse problema. Sucos, sopas, chás e outras bebidas também são importantes, mas não substituem a água.

Importância das Vitaminas e Minerais

As vitaminas e minerais são substâncias com funções específicas em nosso organismo. Algumas devem ser ingeridas em grandes quantidades, enquanto outras podem até fazer mal se forem ingeridas em excesso. A melhor forma de conseguir essas substâncias é por meio de uma alimentação balanceada, com alimentos de diferentes tipos. A suplementação só deve ser feita com acompanhamento médico, nos casos em que haja carência de nutrientes.

A ingestão em quantidades recomendadas de sais minerais e vitaminas auxilia na prevenção de doenças, melhora o funcionamento de órgãos como o fígado e o coração, regula a pressão e a circulação sanguínea. Aqui no Receita Natural, já comentamos sobre algumas dessas substâncias (clique para saber mais sobre as vitaminas):

Antioxidantes

As vitamina A, C e E e os sais minerais zinco e selênio são antioxidantes naturais. Isso significa que essas substâncias absorvem e neutralizam os radicias livres que atacam as células. Nosso organismo envelhece naturalmente simplesmente por existir, mas esse processo, chamado de oxidação, se torna mais rápida devido à presença de agentes que interferem no funcionamento celular. Com a ingestão de antioxidantes, é possível amenizar essa situação, retardando o envelhecimento celular precoce. Os alimentos que contêm antioxidantes são responsável por prevenir doenças como o câncer o os problemas cardiovasculares, além de fortalecerem as defesas do organismo. Com o consumo de futas, vegetais e outros alimentos saudáveis, fica fácil combater os radicias livres e ter mais qualidade de vida.

A Pirâmide Alimentar

Para que possamos nos orientar melhor em relação à boa alimentação, é fundamental conhecer a pirâmide alimentar. Nela, podemos observar os alimentos que devem ser consumidos em maior quantidade e aqueles que precisamos evitar. Na base da pirâmide estão os carboidratos, que são fonte de energia e, por isso, fundamentais para a manutenção do organismo. No topo aparecem as guloseimas como doces e biscoitos, que são pobres em nutrientes e só devem ser ingeridas ocasionalmente.

Pirâmide Alimentar

Pirâmide Alimentar

Como podemos observar na imagem, o segundo nível da pirâmide é composto por frutas e verduras, que são fonte de vitaminas, sais minerais e fibras. No terceira nível estão os grãos e legumes, como feijão e lentilha. As carnes estão no quarto nível e os derivados do leite aparecem no quinto nível. Seguindo essas indicações, é possível preparar cardápios mais equilibrados e certamente mais saudáveis.

Mais Receitas e Dicas Naturais

Receitas e Naturais em seu email